EXCLUSIVO: Sai a quarta avaliação parcial do Críticas para o Miss USA 2018, após a realização de 16 concursos estaduais


Candidata do Tennessee ‘quebra’ o Instagram e assume a terceira colocação

Da redação TV em Análise

Ali and Things/Facebook/15.10.2017


A alta repercussão causada pela eleição da candidata do Tennessee, Alexandra Harper, 24, na noite do domingo (15), em Nashville, “quebrou” o perfil da candidata do Miss USA 2018 no Instagram. Nas redes sociais, apenas o Facebook do Ali and Things permanecia funcionando normalmente. Mas tal popularidade não refletiu na mensuração de notas que o TV em Análise Críticas fez de suas notas em traje de banho e traje de gala, tomando como base vídeos da final estadual que a elegeu como Miss Tennessee USA 2018. Após a apuração, Harper assumiu a terceira colocação entre 16 candidatas estaduais já eleitas para a etapa americana do Miss Universo 2018, que acontecerá em maio.

Erica Brechtelsbauer/The Leaf-Chronicle/15.10.2017

Representante do Condado de Williamson, Alexandra Harper é filha de Sharon Steakly, que foi eleita Miss Tennessee USA 1981 e ficou entre as 12 semifinalistas do Miss USA 1981, realizado em Biloxi (Mississippi), no dia 21 de maio. Mais ou menos na mesma época que o Miss USA 2018 deverá ocorrer, porque em junho, a FOX, emissora responsável pela transmissão do Miss USA, estará às voltas com a transmissão da Copa do Mundo FIFA na Rússia, apesar de a seleção norte-americana não ter se classificado para a competição.
Em outra ponta, a rodada serviu também para tirar Toneata Morgan, 21, do Oregon, do quadro de dez favoritas a uma vaga entre as semifinalistas, a despeito de só terem sido realizados 31,37% dos concursos estaduais. Abaixo, em ordem decrescente, as notas das 16 candidatas estaduais já confirmadas no Miss USA 2018

NOTAS DAS CANDIDATAS EM ORDEM DECRESCENTE
Foram consideradas as notas dos quesitos de traje de banho e traje de gala, além das aparições em noticiários
Candidata Traje de Banho Traje de Gala Aparições de Mídia Média Geral
Jenny Valliere (IA) 10 10 9,973 9,991
Dani Walker (MT) 10 9,989 9,974 9,986
Alexandra Harper (TN) 10 9,973 9,979 9,984
Tea Draganovic (ID) 9,981 10 9,924 9,968
Tori Kruse (MO) 9,989 10 9,897 9,962
Caelynn Miller-Keyes (NC) 10 9,979 9,899 9,959
Brooke Johnson (AK) 10 9,974 9,895 9,956
Callie Bishop (WY) 9,893 9,985 9,987 9,955
Casey Lassiter (WV) 9,887 9,989 9,984 9,953
Elizabeth Johnson (MI) 9,895 9,984 9,974 9,951
Toneata Morgan (OR) 9,989 9,893 9,956 9,946
Karolina Jasko (IL) 9,972 9,985 9,854 9,937
Alexa Noone (NJ) 9,979 9,899 9,897 9,925
Daescia DeMoranville (RI) 9,893 9,959 9,897 9,916
Regina Gray (WI) 9,893 9,957 9,897 9,915
Madison Nipe (SD) 9,892 9,894 9,957 9,914
NOTAS DAS CANDIDATAS EM ORDEM ALFABÉTICA
Foram consideradas as notas dos quesitos de traje de banho e traje de gala, além das aparições em noticiários
Candidata Traje de Banho Traje de Gala Aparições de Mídia Média Geral
Brooke Johnson (AK) 10 9,974 9,895 9,956
Tea Draganovic (ID) 9,981 10 9,924 9,968
Karolina Jasko (IL) 9,972 9,985 9,854 9,937
Jenny Valliere (IA) 10 10 9,973 9,991
Elizabeth Johnson (MI) 9,895 9,984 9,974 9,951
Tori Kruse (MO) 9,989 10 9,897 9,962
Dani Walker (MT) 10 9,989 9,974 9,986
Alexa Noone (NJ) 9,979 9,899 9,897 9,925
Caelynn Miller-Keyes (NC) 10 9,979 9,899 9,959
Toneata Morgan (OR) 9,989 9,893 9,956 9,946
Daescia DeMoranville (RI) 9,893 9,959 9,897 9,916
Madison Nipe (SD) 9,892 9,894 9,957 9,914
Alexandra Harper (TN) 10 9,973 9,979 9,984
Casey Lassiter (WV) 9,887 9,989 9,984 9,953
Regina Gray (WI) 9,893 9,957 9,897 9,915
Callie Bishop (WY) 9,893 9,985 9,987 9,955

Após a rodada, o panorama de classificação das 10 semifinalistas (considerando o padrão adotado pela Miss Universe Organization no Miss USA 2017) é este:

-Jenny Valliere (IA)-9,991
-Dani Walker (MT)-9,986
-Alexandra Harper (TN)-9,984
-Tea Draganovic (ID)-9,968
-Tori Kruse (MO)-9,962
-Caelynn Miller-Keyes (NC)9,959
-Brooke Johnson (AK)-9,956
-Callie Bishop (WY)-9,955
-Casey Lassiter (WV)-9,953
-Elizabeth Johnson (MI)-9,951

-Toneata Morgan (OR)-9,946
-Karolina Jasko (IL)-9,937
-Alexa Noone (NJ)-9,925
-Daescia DeMoranville (RI)-9,916
-Regina Gray (WI)-9,915
-Madison Nipe (SD)-9,914

As notas de avaliação foram ponderadas a partir da verificação de noticiário, redes sociais e iconografia fotográfica das candidatas realizadas após os concursos estaduais apurados pela redação do Críticas no dia 17 de outubro de 2017. Vale ressaltar que esta sondagem não reflete, necessariamente, a classificação oficial para as semifinais do Miss USA 2018, bem como para suas etapas classificatórias posteriores (trajes de banho, trajes de gala e entrevistas finais).

Avaliação anterior
*1ª avaliação parcial: 9 de setembro de 2017
*2ª avaliação parcial: 3 de outubro de 2017
*3ª avaliação parcial: 9 de outubro de 2017

Anúncios
Publicado em Datamisses, Numb3rs, Outras Venezuelas, Projetos especiais | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Indicação de candidata do Sri Lanka aumenta número de países confirmados na 66ª edição do concurso Miss Universo para 95


País chegou a ficar fora da disputa

Da redação TV em Análise

Instagram/Christina Peiris


A indicação de Christina Peiris, 22, como representante do Sri Lanka na 66ª edição do concurso de Miss Universo, anunciada no início da noite desta segunda-feira (16), em Colombo, tirou a ilha do Sudeste Asiático da lista de países que estarão ausentes do certame, que acontecerá daqui a 40 dias, no teatro The AXIS do Planet Hollywood Resort and Casino, em Las Vegas. No entanto, permanecem nessa condição Belize, Dinamarca, Hungria, Itália e Suíça. Esses países tiveram até o dia 31 de agosto para decidirem se enviariam candidatas através de concurso ou aclamação. O caso mais grave é da Dinamarca, que está sem coordenação desde o escândalo de corrupção envolvendo a direção do concurso Face of Demnark, que resultou na destituição de Christina Mikkelsen, representante do país no Miss Universo 2016.
A confirmação de Peiris como candidata do Sri Lanka aumentou o número de países confirmados no Miss Universo 2017 de 94 para 95. É o maior número de representações em uma única edição do Miss Universo desde sua criação, em 1952, em Long Beach (Califória), superando os recordes anteriores estabelecidos em 2011, em São Paulo, e 2012, no AXIS, ambos com 89 candidatas. Veja a lista atualizada

-Albânia
-Angola
-Argentina
-Armênia
-Aruba
-Austrália
-Áustria
-Bahamas
-Barbados
-Bélgica
-Bolívia
-Brasil
-Ilhas Virgens Britânicas
-Bulgária
-Camboja
-Canadá
-Ilhas Cayman
-Chile
-China
-Colômbia
-Costa Rica
-Croácia
-Curaçao
-República Tcheca
-República Dominicana
-Equador
-Egito
-El Salvador
-Etiópia
-Finlândia
-França
-Geórgia
-Alemanha
-Gana
-Grã-Bretanha
-Guam
-Guatemala
-Guiana
-Haiti
-Honduras
-Islândia
-Índia
-Indonésia
-Irlanda
-Israel
-Jamaica
-Japão
-Cazaquistão
-Quênia
-Coreia (do Sul)
-Kosovo
-Laos
-Malásia
-Malta
-Maurício
-México
-Montenegro
-Mianmar
-Namíbia
-Nepal
-Holanda
-Nova Zelândia
-Nicarágua
-Nigéria
-Noruega
-Panamá
-Paraguai
-Peru
-Filipinas
-Polônia
-Portugal
-Porto Rico
-Romênia
-Rússia
-Sérvia
-Serra Leoa
-Cingapura
-Eslováquia
-Eslovênia
-África do Sul
-Espanha
-Sri Lanka
-Santa Lúcia
-Suécia
-Tailândia
-Tanzânia
-Trinidad e Tobago
-Turquia
-Ucrânia
-Uruguai
-Estados Unidos
-Ilhas Virgens Americanas
-Venezuela
-Vietnã
-Zâmbia
Publicado em Datamisses, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

EXCLUSIVO: Sai a 29ª avaliação parcial do Críticas para o Miss Universo 2017, após a eleição de novas candidatas nacionais


Eleita em meio a revisões de notas de outras candidatas, chinesa fica em 46º

Da redação TV em Análise

Miss Universe China;Divulgação


Única candidata nacional eleita no fim de semana em que o TV em Análise Críticas revisou notas de candidatas que estão entre as 16 favoritas a uma vaga entre as semifinalistas, a chinesa Roxy Qiu Qiang, 27, conseguiu convencer no conjunto de notas de traje de gala e traje de banho. Mas a parca divulgação dada ao concurso Miss Universo China 2017, principalmente nas mídias sociais, prejudicou bastante sua nota de mídia, o que a coloca inicialmente na 46ª colocação entre 82 candidatas nacionais já confirmadas para a 66ª edição do concurso de Miss Universo, que acontece daqui a 41 dias, no teatro The AXIS do Planet Gollywood Resort and Casino, em Las Vegas. A China não classifica uma candidata entre as semifinalistas desde 2013, quando Ye Jin ficou entre as 16 semifinalistas, no controverso concurso de Moscou.
Nas revisões de nota, a norte-americana Kára McCullough, 26, saltou da 14ª colocação na rodada anterior para a quarta colocação. Na prática, essa revisão de nota serviu apenas para preservar o grupo de elite, formado pela peruana Prissila Howard, 25, pela paraguaia Ariela Machado, 26, e pela brasileira Monalysa Alcântara, 18. Com o top 3 intocado, outras mudanças acabaram se desenrolando. A colombiana Laura Ospina, 22, que estava na degola da 16ª colocação, subiu para quinto lugar com revisões de notas em traje de banho e aparições de mídia. As novas notas fizeram a dominicana Carmen Muñoz, 25, cair para a sexta colocação. Antes franca favorita, a francesa Alicia Aylies, 19, caiu para a sétima colocação. A venezuelana Keysi Sayago, 24, caiu da sexta para a oitava colocação.
A 29ª rodada de avaliações parciais do Críticas com vistas ao Miss Universo 2017 serviu também para dar mais esperanças à indonésia Bunga Jelitha Ibrani, 26, que saltou da 19ª colocação na 28ª rodada para a nona colocação. A nigeriana Stephanie Agbasi, 24, completa o grupo das 10 primeiras colocadas para uma vaga no top 16. Abaixo, em ordem decrescente, as notas das 84 candidatas nacionais já confirmadas no Miss Universo 2017

NOTAS DAS CANDIDATAS EM ORDEM DECRESCENTE
Foram consideradas as notas dos quesitos de traje de banho e traje de gala, além das aparições em noticiários
Candidata Traje de Banho Traje de Gala Aparições de Mídia Média Geral
Prissila Howard (PER) 10 10 9,984 9,994
Ariela Machado (PAR) 10 10 9,975 9,991
Monalysa Alcântara (BRA) 10 9,987 9,984 9,990
Kára McCullough (USA) 9,988 9,996 9,987 9,990
Laura Ospina (COL) 10 9,983 9,984 9,989
Carmen Muñoz (DOM) 10 9,989 9,975 9,988
Alicia Aylies (FRA) 10 9,978 9,987 9,988
Keysi Sayago (VEN) 9,981 10 9,984 9,988
Bunga Jelitha Ibrani (INA) 9,987 10 9,978 9,988
Stephanie Agbasi (NGR) 10 9,984 9,979 9,987
Denisse Franco (MEX) 10 9,987 9,972 9,986
Maria Lynn Ehren (THA) 9,984 9,989 9,987 9,986
Nguyen Thi Loan (VIE) 10 9,973 9,987 9,986
Michaela Habánová (CZE) 10 9,972 9,984 9,985
Emina Ekic (SLO) 9,987 9,994 9,975 9,985
Demi-Leigh Nel-Peters (RSA) 9,984 9,985 9,987 9,985
Rachel Peters (PHI) 9,978 10 9,978 9,985
Manuela Bruntraeger (SIN) 9,987 9,982 9,983 9,984
Olivia Rogers (AUS) 9,997 9,979 9,973 9,983
Gleisy Noguer (BOL) 10 9,979 9,959 9,979
Danyeshka Hernández (PUR) 10 9,962 9,973 9,978
Berenice Quezada (NIC) 9,985 9,978 9,972 9,978
Nicky Ophei (NED) 9,979 9,976 9,979 9,978
Elena Correa (CRC) 10 9,979 9,951 9,976
Samantha Katie James (MAS) 10 9,978 9,951 9,976
Lauren Howe (CAN) 9,989 9,967 9,972 9,976
Ksenia Alexandrova (RUS) 9,972 9,974 9,979 9,975
Shanaelle Petty (CRO) 9,981 9,972 9,958 9,970
Katarzyna Włodarek (POL) 9,979 9,972 9,953 9,968
Laura de Sanctis (PAN) 9,979 9,954 9,972 9,968
Liesbeth Claus (BEL) 9,992 9,935 9,971 9,966
Stefania Incandela (ARG) 10 10 9,894 9,964
Celine Schrenk (AUT) 9,986 9,954 9,954 9,964
Blerta Leka (ALB) 9,979 9,958 9,951 9,962
Isel Suñiga (GUA) 9,974 9,985 9,899 9,962
Sofía del Prado (ESP) 10 9,987 9,892 9,959
Sara Mitic (SRB) 10 9,983 9,895 9,959
Nagma Shrestha (NEP) 10 9,973 9,899 9,957
Cailín Áine Ní Toibín (IRL) 10 9,973 9,897 9,956
Sophia Koch (GER) 10 9,972 9,892 9,954
Tiffany Pisani (MLT) 9,989 9,984 9,895 9,954
Cassandra Chéry (HAI) 9,979 9,978 9,897 9,951
Pınar Tartan (TUR) 9,874 10 9,974 9,949
Zun Than Sin (MYA) 9,998 9,973 9,877 9,949
Daniela Cepeda (ECU) 9,979 9,960 9,897 9,945
Roxy Qiu Qiang (CHN) 9,973 9,962 9,897 9,944
Esonica Veira (ISV) 9,979 9,987 9,865 9,943
Souphaphone Somvichith (LAO) 9,954 9,974 9,895 9,941
Cho Se Hui (KOR) 10 9,987 9,835 9,940
Momoko Abe (JPN) 9,979 9,859 9,979 9,939
Marisol Acosta (URU) 9,967 9,972 9,877 9,938
Christina Peiris (SRI) 9,979 9,974 9,853 9,935
Harlem-Cruz Ihaia (NZL) 9,879 9,954 9,972 9,935
Khephra Sylvester (IVB) 9,975 9,894 9,935 9,934
Ruth Quashie (GHA) 9,874 9,957 9,959 9,930
Sotheary Bee (CAM) 9,979 9,951 9,855 9,928
Shraddha Shashidhar (IND) 9,893 9,896 9,987 9,925
Rafieya Husain (GUY) 10 9,895 9,879 9,924
Nikoleta Todorova (BUL) 9,984 9,893 9,897 9,924
Yasmine Cooke (BAH) 9,979 9,895 9,899 9,924
April Tobie (HON) 9,979 9,895 9,895 9,923
Yana Krasnikova (UKR) 9,979 9,894 9,895 9,922
Michaela Söderholm (FIN) 9,895 9,899 9,973 9,922
Matilde Lima (POR) 9,894 9,979 9,895 9,922
Lesley Chapman (BAR) 9,971 9,894 9,897 9,920
Louise Victor (LCA) 9,899 9,979 9,879 9,919
Anahit Isahanova (ARM) 9,897 9,959 9,899 9,918
Verica Trubarac (MNE) 10 9,894 9,855 9,916
Davina Bennett (JAM) 9,972 9,894 9,879 9,915
Arna Yr Jonsdottir (ISL) 9,984 9,859 9,899 9,914
Kaja Kojan (NOR) 9,967 9,879 9,897 9,914
Angie Callychurn (MRI) 10 9,873 9,867 9,913
Anna Burdzy (GBR) 9,967 9,915 9,859 9,913
Alisson Abarca (ESA) 9,978 9,897 9,859 9,911
Suné January (NAM) 9,899 9,914 9,915 9,909
Adar Gandelsman (ISR) 9,877 9,952 9,892 9,907
Adama Lakoh (SLE) 9,951 9,879 9,875 9,901
Isabel Chikoti (ZAM) 9,953 9,894 9,851 9,899
Lauriela Martins (ANG) 9,979 9,978 9,715 9,890
Nashaira Balentien (CUR) 9,987 10 9,679 9,888
Alina Mansur (ARU) 9,954 9,875 9,832 9,887
Frida Fornander (SWE) 9,976 9,979 9,689 9,881
Anika Conolly (CAY) 9,851 9,913 9,831 9,865
Kamilla Asylova (KAZ) 9,875 9,797 9,893 9,855
NOTAS DAS CANDIDATAS EM ORDEM ALFABÉTICA
Foram consideradas as notas dos quesitos de traje de banho e traje de gala, além das aparições em noticiários
Candidata Traje de Banho Traje de Gala Aparições de Mídia Média Geral
Blerta Leka (ALB) 9,979 9,958 9,951 9,962
Lauriela Martins (ANG) 9,979 9,978 9,715 9,890
Stefania Incandela (ARG) 10 10 9,894 9,964
Anahit Isahanova (ARM) 9,897 9,959 9,899 9,918
Alina Mansur (ARU) 9,954 9,875 9,832 9,887
Olivia Rogers (AUS) 9,997 9,979 9,973 9,983
Celine Schrenk (AUT) 9,986 9,954 9,954 9,964
Yasmine Cooke (BAH) 9,979 9,895 9,899 9,924
Lesley Chapman (BAR) 9,971 9,894 9,897 9,920
Liesbeth Claus (BEL) 9,992 9,935 9,971 9,966
Gleisy Noguer (BOL) 10 9,979 9,959 9,979
Monalysa Alcântara (BRA) 10 9,987 9,984 9,990
Khephra Sylvester (IVB) 9,975 9,894 9,935 9,934
Nikoleta Todorova (BUL) 9,984 9,893 9,897 9,924
Sotheary Bee (CAM) 9,979 9,951 9,855 9,928
Lauren Howe (CAN) 9,989 9,967 9,972 9,976
Anika Conolly (CAY) 9,851 9,913 9,831 9,865
Roxy Qiu Qiang (CHN) 9,973 9,962 9,897 9,944
Laura Ospina (COL) 10 9,983 9,984 9,989
Elena Correa (CRC) 10 9,979 9,951 9,976
Shanaelle Petty (CRO) 9,981 9,972 9,958 9,970
Nashaira Balentien (CUR) 9,987 10 9,679 9,888
Michaela Habánová (CZE) 10 9,972 9,984 9,985
Carmen Muñoz (DOM) 10 9,989 9,975 9,988
Daniela Cepeda (ECU) 9,979 9,960 9,897 9,945
Alisson Abarca (ESA) 9,978 9,897 9,859 9,911
Michaela Söderholm (FIN) 9,895 9,899 9,973 9,922
Alicia Aylies (FRA) 10 9,978 9,987 9,988
Sophia Koch (GER) 10 9,972 9,892 9,954
Ruth Quashie (GHA) 9,874 9,957 9,959 9,930
Anna Burdzy (GBR) 9,967 9,915 9,859 9,913
Isel Suñiga (GUA) 9,974 9,985 9,899 9,962
Rafieya Husain (GUY) 10 9,895 9,879 9,924
Cassandra Chéry (HAI) 9,979 9,978 9,897 9,951
April Tobie (HON) 9,979 9,895 9,895 9,923
Arna Yr Jonsdottir (ISL) 9,984 9,859 9,899 9,914
Shraddha Shashidhar (IND) 9,893 9,896 9,987 9,925
Bunga Jelitha Ibrani (INA) 9,987 10 9,978 9,988
Cailín Áine Ní Toibín (IRL) 10 9,973 9,897 9,956
Adar Gandelsman (ISR) 9,877 9,952 9,892 9,907
Davina Bennett (JAM) 9,972 9,894 9,879 9,915
Momoko Abe (JPN) 9,979 9,859 9,979 9,939
Kamilla Asylova (KAZ) 9,875 9,797 9,893 9,855
Cho Se Hui (KOR) 10 9,987 9,835 9,940
Souphaphone Somvichith (LAO) 9,954 9,974 9,895 9,941
Samantha Katie James (MAS) 10 9,978 9,951 9,976
Tiffany Pisani (MLT) 9,989 9,984 9,895 9,954
Angie Callychurn (MRI) 10 9,873 9,867 9,913
Denisse Franco (MEX) 10 9,987 9,972 9,986
Verica Trubarac (MNE) 10 9,894 9,855 9,916
Zun Than Sin (MYA) 9,998 9,973 9,877 9,949
Suné January (NAM) 9,899 9,914 9,915 9,909
Nagma Shrestha (NEP) 10 9,973 9,899 9,957
Nicky Ophei (NED) 9,979 9,976 9,979 9,978
Harlem-Cruz Ihaia (NZL) 9,879 9,954 9,972 9,935
Berenice Quezada (NIC) 9,985 9,978 9,972 9,978
Stephanie Agbasi (NGR) 10 9,984 9,979 9,987
Kaja Kojan (NOR) 9,967 9,879 9,897 9,914
Laura de Sanctis (PAN) 9,979 9,954 9,972 9,968
Ariela Machado (PAR) 10 10 9,975 9,991
Prissila Howard (PER) 10 10 9,984 9,994
Rachel Peters (PHI) 9,978 10 9,978 9,985
Katarzyna Włodarek (POL) 9,979 9,972 9,953 9,968
Matilde Lima (POR) 9,894 9,979 9,895 9,922
Danyeshka Hernández (PUR) 10 9,962 9,973 9,978
Ksenia Alexandrova (RUS) 9,972 9,974 9,979 9,975
Sara Mitic (SRB) 10 9,983 9,895 9,959
Adama Lakoh (SLE) 9,951 9,879 9,875 9,901
Manuela Bruntraeger (SIN) 9,987 9,982 9,983 9,984
Emina Ekic (SLO) 9,987 9,994 9,975 9,985
Demi-Leigh Nel-Peters (RSA) 9,984 9,985 9,987 9,985
Sofía del Prado (ESP) 10 9,987 9,892 9,959
Christina Peiris (SRI) 9,979 9,974 9,853 9,935
Louise Victor (LCA) 9,899 9,979 9,879 9,919
Frida Fornander (SWE) 9,976 9,979 9,689 9,881
Maria Lynn Ehren (THA) 9,984 9,989 9,987 9,986
Pınar Tartan (TUR) 9,874 10 9,974 9,949
Yana Krasnikova (UKR) 9,979 9,894 9,895 9,922
Marisol Acosta (URU) 9,967 9,972 9,877 9,938
Kára McCullough (USA) 9,988 9,996 9,987 9,990
Esonica Veira (ISV) 9,979 9,987 9,865 9,943
Keysi Sayago (VEN) 9,981 10 9,984 9,988
Nguyen Thi Loan (VIE) 10 9,973 9,987 9,986
Isabel Chikoti (ZAM) 9,953 9,894 9,851 9,899

Após a rodada, o panorama de classificação das 16 semifinalistas (considerando o padrão adotado pela Miss Universe Organization no Miss Universo 2013) é este:

-Prissila Howard (PER)-9,994
-Ariela Machado (PAR)-9,991
-Monalysa Alcântara (BRA)-9,990
-Kára McCullough (USA)-9,990
-Laura Ospina (COL)-9,989
-Carmen Muñoz (DOM)-9,988
-Alicia Aylies (FRA)-9,988
-Keysi Sayago (VEN)-9,988
-Bunga Jelitha Ibrani (INA)-9,988
-Stephanie Agbasi (NGR)-9,987
-Denisse Franco (MEX)-9,986
-Maria Lynn Ehren (THA)-9,986
-Nguyen Thi Loan (VIE)-9,986
-Michaela Habánová (CZE)-9,985
-Emina Ekic (SLO)-9,985
-Demi-Leigh Nel-Peters (RSA)-9,985

-Rachel Peters (PHI)-9,985
-Manuela Bruntraeger (SIN)-9,984
-Olivia Rogers (AUS)-9,983
-Gleisy Noguer (BOL)-9,979
-Danyeshka Hernández (PUR)-9,978
-Berenice Quezada (NIC)-9,978
-Nicky Ophei (NED)-9,978
-Elena Correa (CRC)-9,976
-Samantha Katie James (MAS)-9,976
-Lauren Howe (CAN)-9,976
-Ksenia Alexandrova (RUS)-9,975
-Shanaelle Petty (CRO)-9,970
-Katarzyna Włodarek (POL)-9,968
-Laura de Sanctis (PAN)-9,968
-Liesbeth Claus (BEL)-9,966
-Stefania Incandela (ARG)-9,964
-Celine Schrenk (AUT)-9,964
-Blerta Leka (ALB)-9,962
-Isel Suñiga (GUA)-9,962
-Sofía del Prado (ESP)-9,959
-Sara Mitic (SRB)-9,959
-Nagma Shrestha (NEP)-9,957
-Cailín Áine Ní Toibín (IRL)-9,956
-Sophia Koch (GER)-9,954
-Tiffany Pisani (MLT)-9,954
-Cassandra Chéry (HAI)-9,951
-Pınar Tartan (TUR)-9,949
-Zun Than Sin (MYA)-9,949
-Daniela Cepeda (ECU)-9,945
-Roxy Qiu Qiang (CHN)-9,944
-Esonica Veira (ISV)-9,943
-Souphaphone Somvichith (LAO)-9,941
-Cho Se Hui (KOR)-9,940
-Momoko Abe (JPN)-9,939
-Marisol Acosta (URU)-9,938
-Christina Peiris (SRI)-9,935
-Harlem-Cruz Ihaia (NZL)-9,935
-Khephra Sylvester (IVB)-9,934
-Ruth Quashie (GHA)-9,930
-Sotheary Bee (CAM)-9,928
-Shraddha Shashidhar (IND)-9,925
-Rafieya Husain (GUY)-9,924
-Nikoleta Todorova (BUL)-9,924
-Yasmine Cooke (BAH)-9,924
-April Tobie (HON)-9,923
-Yana Krasnikova (UKR)-9,922
-Michaela Söderholm (FIN)-9,922
-Matilde Lima (POR)-9,922
-Lesley Chapman (BAR)-9,920
-Louise Victor (LCA)-9,919
-Anahit Isahanova (ARM)-9,918
-Verica Trubarac (MNE)-9,916
-Davina Bennett (JAM)-9,915
-Arna Yr Jonsdottir (ISL)-9,914
-Kaja Kojan (NOR)-9,914
-Angie Callychurn (MRI)-9,913
-Anna Burdzy (GBR)-9,913
-Alisson Abarca (ESA)-9,911
-Suné January (NAM)-9,909
-Adar Gandelsman (ISR)-9,907
-Adama Lakoh (SLE)-9,901
-Isabel Chikoti (ZAM)-9,899
-Lauriela Martins (ANG)-9,890
-Nashaira Balentien (CUR)-9,888
-Alina Mansur (ARU)-9,887
-Frida Fornander (SWE)-9,881
-Anika Conolly (CAY)-9,865
-Kamilla Asylova (KAZ)-9,855

As notas de avaliação foram ponderadas a partir da verificação de noticiário, redes sociais e iconografia fotográfica das candidatas realizadas após os concursos nacionais apurados pela redação do Críticas entre os dias 14 e 18 de outubro de 2017. Vale ressaltar que esta sondagem não reflete, necessariamente, a classificação oficial para as semifinais do Miss Universo 2017, bem como para suas etapas classificatórias posteriores (trajes de banho, trajes de gala e entrevistas finais).

Avaliações anteriores
*1ª avaliação parcial: 20 de fevereiro de 2017
*2ª avaliação parcial: 24 de fevereiro de 2017
*3ª avaliação parcial: 16 de março de 2017
*4ª avaliação parcial: 21 de março de 2017
*5ª avaliação parcial: 26 de março de 2017
*6ª avaliação parcial: 1º de abril de 2017
*7ª avaliação parcial: 17 de abril de 2017
*8ª avaliação parcial: 28 de abril de 2017
*9ª avaliação parcial: 30 de abril de 2017
*10ª avaliação parcial: 5 de maio de 2017
*11ª avaliação parcial: 15 de maio de 2017
*12ª avaliação parcial: 14 de junho de 2017
*13ª avaliação parcial: 1º de julho de 2017
*14º avaliação parcial: 7 de julho de 2017
*15ª avaliação parcial: 16 de julho de 2017
*16ª avaliação parcial: 1º de agosto de 2017
*17ª avaliação parcial: 7 de agosto de 2017
*18ª avaliação parcial: 12 de agosto de 2017
*19ª avaliação parcial: 20 de agosto de 2017
*20ª avaliação parcial: 27 de agosto de 2017
*21ª avaliação parcial: 3 de setembro de 2017
*22ª avaliação parcial: 4 de setembro de 2017
*23ª avaliação parcial: 12 de setembro de 2017
*24ª avaliação parcial: 17 de setembro de 2017
*25ª avaliação parcial: 23 de setembro de 2017
*26ª avaliação parcial: 2 de outubro de 2017
*27ª avaliação parcial: 6 de outubro de 2017
*28ª avaliação parcial: 9 de outubro de 2017

Publicado em Datamisses, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Iraque está oficialmente fora do concurso Miss Universo 2017


Coordenação não pagou franquia à MUO

Da redação TV em Análise

Fotos Miss Iraque/Divulgação


O sonho do Iraque voltar a uma edição do concurso de Miss Universo desde 1972 teve de ser adiado. A Miss Universe Organization confirmou neste domingo (15) que o país não terá candidata na 66ª edição do Miss Universo, que acontece daqui a 41 dias, no teatro The AXIS do Planet Hollywood Resort and Casino, em Las Vegas, Com essa baixa, o número de países confirmados na disputa caiu para 95.
De acordo com a MUO, a coordenação do Miss Iraque não pagou as taxas de franquia necessárias para enviar uma de suas duas candidatas inscritas para a etapa local do Miss Universo, que sequer chegou a ser agendada. O país também foi excluído da disputa do Miss Mundo 2017, que acontece no dia 18 de novembro, em Sanya, na China comunista.

Grécia também em perigo

Outra coordenação nacional que está em perigo é a da Grécia. Após a decisão de Maria Psilou de ir ao Miss Mundo, a vaga do país para o Miss Universo 2017 ficou aberta para a Miss Hellas, Theodora Soukia, antes escalada para ir para o Miss Mundo 2017. Como a questão de Theodora ainda não foi inteiramente fechada, o número de países confirmados no Miss Universo 2017 caiu para 94. Veja o quadro atualizado

-Albânia
-Angola
-Argentina
-Armênia
-Aruba
-Austrália
-Áustria
-Bahamas
-Barbados
-Bélgica
-Bolívia
-Brasil
-Ilhas Virgens Britânicas
-Bulgária
-Camboja
-Canadá
-Ilhas Cayman
-Chile
-China
-Colômbia
-Costa Rica
-Croácia
-Curaçao
-República Tcheca
-República Dominicana
-Equador
-Egito
-El Salvador
-Etiópia
-Finlândia
-França
-Geórgia
-Alemanha
-Gana
-Grã-Bretanha
-Guam
-Guatemala
-Guiana
-Haiti
-Honduras
-Islândia
-Índia
-Indonésia
-Irlanda
-Israel
-Jamaica
-Japão
-Cazaquistão
-Quênia
-Coreia (do Sul)
-Kosovo
-Laos
-Malásia
-Malta
-Maurício
-México
-Montenegro
-Mianmar
-Namíbia
-Nepal
-Holanda
-Nova Zelândia
-Nicarágua
-Nigéria
-Noruega
-Panamá
-Paraguai
-Peru
-Filipinas
-Polônia
-Portugal
-Porto Rico
-Romênia
-Rússia
-Sérvia
-Serra Leoa
-Cingapura
-Eslováquia
-Eslovênia
-África do Sul
-Espanha
-Santa Lúcia
-Suécia
-Tailândia
-Tanzânia
-Trinidad e Tobago
-Turquia
-Ucrânia
-Uruguai
-Estados Unidos
-Ilhas Virgens Americanas
-Venezuela
-Vietnã
-Zâmbia
Publicado em Datamisses, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

12 concursos nacionais e três aclamações fecharão o quadro de 96 candidatas da 66ª edição do concurso de Miss Universo


Último concurso ocorrerá dia 4 de novembro, no Vietnã

Da redação TV em Análise

Miss Universe Vietnam/Divulgação/19.08.2017


A 42 dias da 66ª edição do concurso de Miss Universo, 12 coordenações nacionais – Chile, China, Egito, Eslováquia, Etiópia, Geórgia, Guam, Quênia, Romênia, Tanzânia, Trinidad e Tobago e Vietnã – farão eleições de suas candidatas entre os dias 19 de outubro e 4 de novembro. Em paralelo, Grécia, Iraque e Kosovo tentarão aclamar suas candidatas para não ficarem fora do concurso. Dessas coordenações, Iraque e Kosovo são as mais atrasadas na definição de suas candidatas.
Para as três semanas que antecederem os embarques das candidatas nacionais para Las Vegas, são esperadas as aclamações das candidatas da Grécia, Iraque e Kosovo. Neste último país, não há sequer um sinal de movimentação com vistas à definição da sucessora de Camila Barraza. Na Geórgia, o concurso nacional ocorrerá no dia 25, em Tbilisi. No Iraque, apenas duas candidatas foram eleitas. Uma delas irá para o Miss Universo 2017. O Vietnã vai encerrar o cronograma de concursos nacionais no dia 4 de novembro.
A última leva de concursos nacionais do Miss Universo 2017 será aberta na segunda-feira (16), com a eleição da candidata da China, e se encerrará no sábado, 4 de novembro, no Vietnã. O cronograma detalhado está na tabela abaixo

-China (16/10)
-Guam (19/10)
-Chile (19/10)
-Trinidad e Tobago (20/10)
-Eslováquia (21/10)
-Geórgia (25/10)
-Etiópia (25/10)
-Tanzânia (26/10)
-Quênia (28/10)
-Egito (28/10)
-Romênia (1º/11)
-Vietnã (4/11)

As candidatas que forem eleitas no período fecharão o grupo de 96 esperado para o Miss Universo 2017. Caso Grécia, Iraque e Kosovo não aclamem suas candidatas antes do dia 4 de novembro, esse número poderá cair para 93. Ainda assim, mantém o recorde de participação de países e territórios em todas as 66 edições já realizadas do Miss Universo. Os recordes anteriores foram estabelecidos em 2011, em São Paulo, e 2012, em Las Vegas, ambos com 89 candidatas. O concurso deste ano ocorrerá no teatro The AXIS do Planet Hollywood Resort and Casino, sede também das edições de 1991, 1996, 2012 e 2015.

Publicado em Datamisses, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Para 96% dos leitores do Críticas, a Casa Grande da Senzala deveria aceitar Monalysa Alcântara como Miss Brasil 2017


A propósito da matéria de ontem

Da redação TV em Análise

Organização Miss Brasil Universo/Divulgação


Entre os dias 24 de agosto e 15 de outubro, o TV em Análise Críticas manteve no ar uma enquete que perguntava: A Casa Grande deveria aceitar a eleição de uma piauiense como Miss Brasil? De acordo com o levantamento, 95.83% dos internautas que participaram acham que sim. Apenas 4.17% dos leitores disseram estar por fora do assunto, passados 57 dias da eleição da piauiense Monalysa Alcântara, 18, como Miss Brasil 2017, em votação aberta realizada no Teatro Vermelhos, em Ilhabela (litoral norte de São Paulo).
O levantamento realizado pelo Críticas não tem qualquer valor de amostragem científica, mas reflete bem a repercussão que a matéria “Por que idiotas e imbecis como Marco Feliciano perderam ao atacar a eleição de Monalysa Alcântara como Miss Brasil 2017” teve junto aos internautas. O texto assinado pelo editor e criador dos blogs TV em Análise demonstrou que internautas usam o Facebook do Miss Brasil para fazer ataques racistas baixos e rasteiros a Monalysa, agredindo inclusive a condição de extrema pobreza de sua família, catadora de cocos na cidade de União (56 km ao norte de Teresina).
Por trás da engendragem de ataques a Monalysa nas redes sociais estariam líderes neopentecostais como o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), acusado de estupro, e o prefeito do Rio de Janeiro, Marcello Crivella (PRB), que proibiu uma exposição de artes no Museu de Artes da Praça Mauá sob a alegação de ofensas à família. Crivella, bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus, teve sua atitude desmascarada por uma reportagem do Fantástico do último domingo (8), que teve depoimentos de artistas como Fernanda Montenegro, Vic Muniz e Caetano Veloso defendendo a liberdade de expressão. Também estão envolvidos militantes de movimentos de extrema direita, como o Movimento Brasil Livre (MBL) e o Revoltados Online, que apoiaram o Golpe Parlamentar que depôs a presidenta eleita Dilma Rousseff, em 31 de agosto de 2016. Os números finais da enquete do Críticas estão logo abaixo

Publicado em Datamisses, Jóia da coroa, Poderes ocultos, Podres poderes, Todas as Venezuelas do mundo | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Por que idiotas e imbecis como Marco Feliciano perderam ao atacar a eleição de Monalysa Alcântara como Miss Brasil 2017


Cegos, surdos, racistas e escrotos

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Maristela Colucci/Organização Miss Brasil Universo/Divulgação/20.08.2017


A eleição da piauiense Monalysa Alcântara, 18, como Miss Brasil 2017 na madrugada do dia 20 de agosto no Teatro Vermelhos, em Ilhabela (litoral norte de São Paulo) fez mal àquela ala de extremistas da direita mais sórdida que foi à Avenida Paulista com o pato amarelo da FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), nas lamentáveis manifestações “contra a corrupção” de 2016 que culminaram no apeamento de Dilma Rousseff da Presidência da República mediante um golpe parlamentar urdido por Eduardo Cunha (preso por ordem do juiz Sérgio Moro), Michel Temer e Romero Jucá, apenas para citar alguns elementos do PMDB que vestiu a camisa da Seleção Brasileira para aqueles espetáculos escrotos de afronta à democracia. As respostas de Monalysa, ex-estudante do Colégio Teresina, foram uma facada nas vísceras dos fundamentalistas do MBL que vandalizaram exposições de arte e continuam a agredir a liberdade de expressão, mesmo aquela exercida por jornalistas livres como este, não alinhado com a corja da Febraban (Federação Brasileira dos Bancos).
Se, num primeiro capítulo, a vitória da baiana Raíssa Santana vergando a faixa do Paraná da Espetacularização da Operação Lava Jato que botou na cadeia até mesmo o então presidente do Comitê Olímpico do Brasil, Carlos Arthur Nuzman, e um ex-diretor da Rede Globo, Leonardo Gryner, diretor de Operações do Comitê Organizador da Olimpíada Rio 2016 agradou à casta do Movimento Brasil Livre e de outros 53 supostos “movimentos contra a corrupção”, no segundo, a vitória de outra nordestina (e ainda por cima piauiense) despertou a raiva dos mesmos fundamentalistas que atacam artistas como Caetano Veloso, Vic Miniz e Fernanda Montenegro, que foram ao Fantástico da Globo defenderem a liberdade de expressão e repudiarem o fundamentalismo de pessoas como Marcelo Crivella e Marco Feliciano, principais expoentes do que de pior há no neopentecostalismo inquisitório pós-redemocratização e pós-PT.
O inconformismo desses imbecis com a condição de extrema pobreza na qual vive a família de Monalysa, na cidade de União (56 km ao norte de Teresina), é digno de boçais e ignorantes que mordem a bandeira do PT e, fantasiados de jornalistas, inquirem a senadora Gleisi Hoffmann, do mesmo Paraná pelo qual Raíssa venceu o Miss Brasil 2016, se o PT acabou após as eleições municipais do mesmo ano. À ums jornalista da Rede Record, Gleisi foi taxativa: “É uma temeridade dizer que o PT acabou”. Da mesma forma que é temerário dizer, com palavras estúpidas, que Monalysa não tem chances no Miss Universo 2017, que acontece daqui a 43 dias, em Las Vegas.
Os idiotas que vão ao Facebook da Organização Miss Brasil Universo postarem palavras de agressão contra Monalysa são pessoas sem amor à Pátria. Quando o tiveram, foi para agredir o PT, seus deputados, senadores, prefeitos, vereadores e governadores, os artistas e intelectuais que se opuseram ao Golpe Parlamentar, incluindo atores de séries aclamadas, como Alan Cumming, de The Good Wife, e as entidades internacionais que atestaram retrocessos no Brasil após a posse de Temer e de seu Quadrilhão – Jucá, Padilha e Moreira Franco, como a OIT e a FAO.

Organização Miss Brasil Universo/Divulgação

As bestas cibernéticas que deflagraram essa onda xenófoba contra Monalysa esqueceram que Monalysa foi a Porto Alegre se reencontrar com a segunda colocada no Miss Brasil 2017, Juliana Mueller. Ao invés de saudarem esse bonito gesto de integração racial, esses parvos fazem ainda mais acender a chama da raiva dos derrotados da eleição presidencial de 2014, quando Aécio Neves (PSDB) perdeu para Dilma por uma margem apertada de votos. E ainda berraram pedindo recontagem, inventando fraude nas urnas eletrônicas, impondo pautas bomba e infernizando o país como fazem até agora.
Ao invés de saírem ganhando e obter lucro fácil com empresas de laranjas e contas secretas na Suíça e Ilhas Virgens Britânicas, a turba fundamentalista só está é se prejudicando ao incitar esses ataques baixos e rasteiros nas redes contra Monalysa. Faz o Brasil se prejudicar ao invés de se beneficiar na disputa do título de Miss Universo 2017. Quer, na marra, o apoio da Rede Globo de Televisão para jogar o Brasil para um jejum de 50 anos sem títulos de Miss Universo em 2018. Não irão conseguir.

Publicado em Nossas Venezuelas, Projetos especiais, Retórica, Todas as Venezuelas do mundo | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário