A fé cega da coordenação bolsonarista do concurso Miss Brasil em querer vencer o concurso Miss Universo a qualquer preço


Não se faz isso no grito

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Autêntica Filmes/Divulgação/21.10.2019


O desespero do empresário bolsonarista Winston Ling em querer a terceira coroa de Miss Universo para o Brasil se traduz em irresponsabilidade e incompetência a qualquer preço. No dia 13, o país vai completar 52 anos sem vencer o concurso. A nova coordenação do Miss Brasil já começou plantando fake news relativa à data da 69ª edição do concurso de Miss Universo. Com o quadro da pandemia, não há condições de se fazer o concurso antes de setembro. Há outras coordenações nacionais envolvidas. Ainda por cima, há o Miss USA, que define a candidata americana. Esse é o ponto.
O comportamento sádico de Roberto Macedo nos vídeos de apresentação do projeto U Miss Brasil beira à infantilidade e à falta de bom senso. Pensa que o Miss Universo 2020 vai acontecer logo. Não é assim: o Miss USA tem de ser realizado antes, para dar sala aí sim para o Miss Universo. A Miss Universe Organization está em desespero sobre como dar condições para a 69ª edição do Miss Universo ser viabilizada. A curva de casos vai baixar? O vírus vai desaparecer? As restrições vão ser levantadas? Não antes, a depender de cada governo federal, estadual, departamental, provincial ou municipal.
Até 2014, quando estava na Band, o Miss Brasil vivia rodeado de patrocinadores. A recessão fez o concurso perder patrocinadores a partir de 2015, quando esteve sob a custódia da Polishop. A Band amargou um rombo de R$ 20 milhões. Pela segunda vez desde 1991, o Miss Brasil não terá transmissão televisiva. A migração para uma plataforma digital é um malefício enorme para o quesito audiência. Afasta anunciantes e público. Isso no momento em que o setor audiovisual começa a se reabrir em um Estado.
Repito: a condição de se fazer a 69ª edição do Miss Universo em dezembro é zero. Em nome da ciência, diretores da MUO já acenam a sua realização apenas em março de 2021, pela segurança e pela saúde das candidatas, das equipes de produção e do público. É loucura pensar em realizar Miss Universo às pressas em cenário trágico de coronavírus.
Sobre a decisão de fazer aclamação para não deixar o Brasil fora do Miss Universo 2020, acho a mais sensata. É o tipo de coisa que o SBT deveria ter feito em 1990. A conta da ausência da 39ª edição do Miss Universo é irreparável. A noite de 15 de abril de 1990 passou em brancas nuvens. A tevê de Sílvio Santos perdeu o ciclo após o Miss Brasil 1989 sem fazer investimentos no núcleo de misses. O SBT já caminhava para marcar presença nas 27 capitais. Só conseguiu isso em 1991, quando o Miss Universo não estava mais lá.
Nem Winston Ling tampouco Roberto Macedo devem apelar para os expedientes mais baixos antes mesmo da aclamação do nome da sucessora da mineira Júlia Horta, 26. Cobrar um terceiro título de Miss Universo para o país na base do grito é comportamento típico de quem agride as instituições, os órgãos de imprensa e debocha da sociedade civil organizada. Faz o povo brasileiro de idiota e imbecil. Também é coisa de gente da Globo, que cobra o hexa de uma selecinha incompetente desde a Copa da Alemanha, em 2006.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s