Por cachê de atores, Globo pressionou os produtores para não cancelar a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém por coronavírus


Encenação ficou para setembro

Da redação TV em Análise

Felipe Souto Maior/Dibulgação
Os atores Caco Ciocler (Jesus), Christine Fernandes (Maria) e Juliana Knust (Madalena) durante ensaio da Paixão de Cristo de Fazenda Nova, no agreste pernambucano, que precisou ser adiada


Pensando nos compromissos assumidos com patrocinadores e temendo pela desvalorização dos cachês de seus contratados envolvidos no elenco, a Rede Globo conversou com os produtores da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém para remarcar a encenação feita no teatro ao ar livre de Nova Jerusalém, no distrito de Fazenda Nova, localizado no município de Brejo da Madre de Deus (181 km a oeste de Recife).
A emissora e a Sociedade Teatral de Fazenda Nova chegaram a um consenso para, em função da pandemia do novo coronavírus, remarcar as encenações que ocorreriam de 4 a 11 de abril para o período de 2 a 7 de setembro, no feriado da Independência. A Globo apoia a encenação da Paixão de Cristo no local desde 1980.
A Globo temia que um eventual cancelamento da Paixão de Nova Jerusalém desvalorizasse os cachês dos artistas envolvidos. Dois de seus contratados – Edson Celulari, que vai viver Herodes, e Caco Ciocler (Jesus) estão no elenco. Christiane Fernandes (Maria), Juliana Knust (Madalena), Sérgio Marone (Pilatos) e Thaynara OG (Herodiádes) não tem vínculos diretos com a emissora da família Marinho. Destes, Fernandes, Knust e Marone tiveram trabalhos recentes na Rede Record.
Também entrou no circuito a Secretaria de Turismo de Pernambuco, que agiu para evitar uma hecatombe turística que afetasse ainda mais a imagem do Estado. A Paixão de Cristo de Nova Jerusalém é realizada ao ar livre, com aglomerações de turistas de várias partes do país e até estrangeiros nos vários cenários em que é distribuída. A primeira encenação ocorreu na Semana Santa de 1968, quando a cidade cenográfica foi inaugurada.
A mesma sorte não tiveram outras encenações da Paixão de Cristo país afora: a de Canudos (408 km ao norte de Salvador), por exemplo, acabou cancelada por conta da pandemia do Covid-19, que matou 800 pessoas em todo o país, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde até o final da tarde desta quarta-feira (8).

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Cult, Eventos e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s