A serviço da Rede Globo, Jakelyne Oliveira deu o bote para a Band jogar a toalha em relação ao Miss Brasil e Miss Universo


‘Víbora’ mato-grossense age nos bastidores para famíglia Marinho negociar com MUO

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Fotos Getty Images/09.11.2013 e Rede Globo/Divulgação


O veneno de jararaca da Miss Brasil 2013 Jakelyne Oliveira, 27, foi letal para a Rede Bandeirantes entregar o jogo para organizar as etapas estaduais do Miss Brasil 2020 e deixar nas mãos da Rede Globo a compra quase certa dos direitos de transmissão de um acordão que começa a ser vaticinado nas salas da rua Von Martius por videoconferências secretas entre diretores da emissora e da Miss Universe Organization. Em tempos de Covid-19, a Globo tenta evitar a viagem de seus diretores a Nova York para assinar qualquer documento de minuta de contrato.
A Band pouco ou nada dava de importância aos valores pregados pelo Miss Universo. Não veiculou um único anúncio de entidades parceiras durante sua programação no período entre concursos – Miss Universo e Miss Brasil do ano seguinte. Foi uma emissora irresponsável e incompetente, a ponto de transformar o concurso em tenda persa. Achava que o legado de Martha Rocha era perfume de armarinho. Sonhos de miss foram roubados por diretores parvos e incompetentes, permitindo licenças com ficha suja.
Jakelyne virou uma serviçal da Globo no atacado para matar o sonho de miss da Band, que Adriane Galisteu já abraçou. Na chincha, a Miss Brasil de 2013 age em nome da Globo para articular os concursos estaduais. Na prática, a concessão brasileira do Miss Universo já é dela. Resta saber quais serão os seus financiadores. Falta William Bonner, que chamou Jair Bolsonaro de “patife” no Jornal Nacional, revelar quais serão os patrocinadores do projeto de misses que a Globo deverá vergar a partir de agora. Y compris para as “meninas” da GloboNews – de Aline Midlej a Leilane Neubarth, bem como os “homens” do canal pago de notícias da Globo – de José Roberto Burnier a Erick Bang.
A fila de firmas interessadas em assumir a concessão do Miss Universo para o Brasil deve aumentar na porta da Globo, mas não agora em tempo de pandemia do coronavírus. A Globo quer dar tempo para que as negociações ocorram de forma mais serena, sem o terrorismo fitossanitário que se quer criar. Não somos uma grande Itália. As afiliadas da Globo não estão empetecadas de Ilzes Scamparini a ponto de inundar nossas praças de lágrimas, tal qual ocorreu na enchente recente da região sudeste. Basta de sensacionalismo. Ter o Miss Brasil na nossa principal rede de televisão é a chance de ouro que o país tem para acabar com o jejum de 52 anos de títulos no Miss Universo.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Globelezação, Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para A serviço da Rede Globo, Jakelyne Oliveira deu o bote para a Band jogar a toalha em relação ao Miss Brasil e Miss Universo

  1. Hamilton de Paula disse:

    Que venha o Miss Brasil,pela rede Globo com todo requinte e bom gosto que as meninas merecem. Tava tudo de morno pra frio. Espero que a Globo faça um belissimo espetáculo,e escolha uma bela e preparada candidata. Mesmo que não esteja totalmente preparada,que a emissora invista em sua preparaçao e a transforme em uma MU.

    • Wenderson disse:

      Se a Globo realmente assumir os concursos de Misses em nosso País, uma coisa pode ter certeza, qualidade e bom gosto é o que não irão faltar.

  2. Eron Vyeira disse:

    Aí que maravilha. Com todo respeito a Band. Torço sim. O que não pode é parar com o Miss Brasil. Com certeza um show maravilhoso a vista.

  3. Pingback: Saída da Band abre caminho definitivo para a Globo comprar os direitos de transmissão de Misses Brasil, Universo e estaduais | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s