Negociações para definir cidade-sede do Miss USA 2020 terão de esperar contrato para Panamá sediar o Miss Universo 2020


MUO estabeleceu prioridades

Da redação TV em Análise

Jason Bean/Reno Gazette-Journal via USA Today Network/02.05.2019
Sarah Rose Summers (Nebrasca) passou a coroa para Cheslie Kryst (Carolina do Norte) em Reno


A Miss Universe Organization decidiu esperar que as negociações para a Cidade do Panamá sedie a 69ª edição do concurso de Miss Universo sejam concluídas para iniciar as tratativas para a definição da sede da 69ª edição do concurso de Miss USA e da 38ª edição do concurso de Miss Teen USA. A prioridade para resolver o caso do Miss Universo 2020 se deu para evitar a lambança na definição da sede do concurso do ano passado, realizado em Atlanta em 8 de dezembro.
De acordo com fontes da MUO ouvidas pelo TV em Análise Críticas, a Endeavor quer ao máximo tornar eficazes as decisões sobre as cidades sede dos concursos de beleza que administra. A medida não inclui o Miss Universo Filipinas, que já tem data e local definidos pela coordenação nacional. A empresa tenta recuperar prejuízos para os concursos da família do Miss Universo com a venda de pay-per-view de eventos preliminares. No Miss Universo, essa decisão enfrentou críticas de muitos missólogos.
A MUO espera que os contratos para a organização do Miss Universo 2020 sejam assinados na primeira quinzena de março. No entanto, fontes do governo panamenho estão céticas de uma assinatura imediata do acordo, apesar deste trazer benefícios econômicos para o país, que tenta recuperar a imagem após ter entrado na onda de escândalos da construtora brasileira Odebrecht, em 2015. Em agosto de 2017, a empreiteira baiana pagou US$ 220 milhões em acordos de delação ao governo local. O Panamá sediou o Miss Universo em 21 de julho de 1986 e 3 de junho de 2003. Tenta a terceira sede com um moderno centro de convenções construído por chineses.
Durante viagem recente da Miss Universo 2019 Zozibini Tunzi, 26, à África do Sul, surgiu um rumor que o país africano estivesse interessado, mas tudo não passou da pergunta de um repórter. A opinião pessoal de Zozibini não prevalece sobre os interesses já assumidos da Miss Universe Organization para levar sua sucessão à Cidade do Panamá. O peso favorável para a capital panamenha é a possibilidade de realização para encaixar na janela de transmissão ao vivo no horário nobre da costa leste americana. Esse é um fator. Outros pontos estão nos aspectos financeiros e de infraestrutura a serem oferecidos.
A presidenta da Miss Universe Organization, Paula Shugart, e membros do governo panamenho estão tendo um papel chave nas negociações contratuais, que terão de passar também pelo crivo da geradora oficial em língua inglesa, a rede americana FOX. É nela que deve residir a fase final de inspeção de infraestrutura de mídia facilitada por uma emissora local, a Telemetro. Contratos nesse sentido devem começar a ser costurados nas próximas semanas. A coordenação do Señorita Panamá e representantes da indústria hoteleira e dos setores de transportes e serviços também devem participar. Após isso, começa a fase de captação de patrocínios junto à iniciativa privada, a mais crucial.
Desde 2018, o Miss USA tem sido realizado em cidades médias – Shreveport e Reno. A tendência é que, após o contrato do Miss Universo assinado com o Panamá, o Miss USA e o Miss Teen USA 2020 voltem para Las Vegas para tentar tampar buracos de negociação. A expectativa é de que os concursos ocorram entre o final de abril e o início de maio. Já o Miss Universo, como é praxe desde 2012, deve ocorrer em dezembro.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Jóia da coroa, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s