Colômbia e Vietnã abrem ambiente para a eleição de candidatas nacionais do Miss Universo 2020 já para a sucessão de Zozibini


Candidatas foram eleitas em 11 de novembro e na véspera do Miss Universo 2019

Da redação TV em Análise

Fotos Concurso Nacional de Belleza e Sao Express


Dois dias depois da sul-africana Zozibini Tunzi, 26, ter sido eleita Miss Universo 2019, duas coordenações nacionais – Colômbia e Vietnã – já tinham aberto o quadro de candidatas da 69ª edição do concurso de Miss Universo, que deverá ser realizada daqui a um ano, em cidade ainda a ser definida. O pontapé inicial foi dado no dia 11 de novembro, com a eleição de María Fernanda Aristizábal, 22, do Departamento de Quindio, como Señorita Colombia 2020, no Centro de Convenções de Cartagena. A modelo derrotou outras 21 candidatas. O concurso voltou a ter transmissão da RCN, depois do hiato ocorrido no ano passado.
Já no lado vietnamita, Nguyễn Khánh Vân, 24, da Cidade de Ho Chi Minh, venceu o título de Miss Universo Vietnã 2019 na manhã do sábado (7), no Crown Center de Nha Trang construído para a 57ª edição do Miss Universo, realizada em 14 de julho de 2018. No concurso nacional, a atriz e modelo derrotou outras 44 candidatas.
No sábado (14), 30 candidatas irão disputar o título de Miss França 2020, no Le Dóme, em Marselha. Será o terceiro concurso nacional da temporada do Miss Universo 2020. Em 2019, a vencedora do concurso nacional, Vaimalama Chaves, recusou participação em concursos internacionais e abriu terreno para Maëva Coucke se classificar em Atlanta. Após a virada de ano, a Bélgica vai eleger sua candidata no dia 11 de janeiro, no Plopsaland Theater, em De Panne (Flandres Ocidental). Na Índia, a sucessora de Vartika Singh será coroada em fevereiro, na final da oitava temporada do Miss Diva. A etapa indiana do Miss Universo precisou ser adiada por problemas de patrocínio, por isso Vartika acabou aclamada em outubro para o país não ficar fora do Miss Universo 2019.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Outras Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s