Rússia oficializa a desistência do concurso Miss Universo 2019


Coordenação culpa MUO por atraso na marcação da data

Da redação TV em Análise

Sergei BobylevTASS via Getty Images/13.04.2019
Desorganização da MUO fez Rússia desistir de Alina Sanko para o Miss Universo


Agora é oficial: a Rússia não terá candidata na 68ª edição do concurso de Miss Universo, marcado para o dia 8 de dezembro, em  Atlanta. De acordo com a agência TASS, a coordenadora do Miss Rússia, Anastasia Belyak, informou que o motivo da desistência está no planejamento tardio que a Miss Universe Organization fez para marcar a data do concurso, fora do prazo dado, segundo os russos, para definir como encaixar o envio de uma substituta para Alina Sanko, 20, que irá ao Miss Mundo, marcado para o dia 14 de dezembro, em Londres.
De acordo com Anastasia, o plano da direção do Miss Rússia era mandar Sanko para os dois concursos, mas o calendário tardio marcado pela MUO, aliado à sua falta de planejamento, forçaram a coordenação a abrir mão de mandar até mesmo uma substituta, no caso Arina Verina, 21, segunda colocada no concurso nacional de abril, realizado em Moscou. Nos últimos três anos, a Rússia mandou representantes distintas para os dois principais concursos de beleza do mundo. Com essa decisão, será a primeira vez desde 1994, que a Rússia fica fora de uma edição do Miss Universo, não por razões políticas.
A Rússia participa de concursos de beleza desde o fim da União Soviética, em 1992. No Miss Universo, está presente desde 1994. Em 2007, 2011, 2012 e 2013, o país mandou a vencedora do Miss Rússia para os dois concursos. Dessa breve fase, apenas Elizaveta Golovanova conseguiu classificação no Miss Universo, em 2012. Em Las Vegas, Golovanova ficou entre as 10 semifinalistas na fase de traje de gala. Nas suas 25 participações no Miss Universo, a Rússia teve oito classificações, que equivalem a um aproveitamento de 32%, o 11º entre os 34 países que levaram o título. A conta inclui a vitória de Oxana Fedorova, em 2002. Ela foi destituída três meses após sua eleição.
Para que Sanko pudesse ir ao Miss Universo 2019, a coordenação russa contava com o seu adiamento para 16 de março de 2020, o que não aconteceu por pressão da geradora, a FOX, que o queria em dezembro para a grade de especiais de final de ano. Aí começaram os problemas para a direção do Miss Rússia, que anunciou Sanko para o Miss Mundo 2019, mas abriu uma grande novela sobre a participação no Miss Universo, de desfecho infeliz para ambos os lados. Sem a Rússia no Miss Universo 2019, saem perdendo a Miss Universe Organization e a própria coordenadora do Miss Rússia, que proporcionou um espetáculo de desinformação nos últimos 30 dias. A pátria de Fedorova não merece isso.
Além do fator adiamento, a direção do Miss Rússia tinha um planejamento de larga escala para Sanko ou Verina, que acabou não escalada para o Miss Universo 2019. A coordenação russa falhou no quesito de comunicação. A não designação de Arina Verina representa um buraco irreparável na biografia russa nos concursos internacionais. Para que Sanko ou Verina pudesse ir ao Miss Universo, seria necessário um trâmite de documentos para a obtenção de visto para os Estados Unidos. A decisão de realizar o Miss Universo em Atlanta só foi oficializada em 31 de outubro, o que colocou abaixo qualquer planejamento da coordenação russa. A maioria das candidatas, inclusive a brasileira Júlia Horta, 25, já tinha dado entrada nesses procedimentos havia bastante tempo.
Além da Rússia, Hungria, Líbano, Sri Lanka e Suíça também anunciaram que não irão ao Miss Universo 2019. A coordenação de Gana já havia anunciado desistência em julho.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Outras Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s