Cineasta esposa de deputado do PSOL do Rio parodia a ‘mesa posta’ de mulher do ministro Sérgio Moro, garoto do Fantástico


Você vai fazer muito bem ao seu marido se entender melhor o que é feminismo

Da redação TV em Análise

Instagram/Antônia Pellegrino


A cineasta Antônia Pellegrino, 40, usou sua conta de Instagram com 50.239 seguidores na noite deste sábado (24) para fazer uma estocada na “mesa posta” de Rosângela Moro, 45, mulher do ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, 47, por ela postada em outra rede social. Esposa do deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ), 52, Pellergrino abriu o post assim: “Mesa posta. Esperando o mais gato Deputado de Brasília pra jantar“. Fazia frio no Rio de Janeiro na hora da postagem de Antônia, diretora de filmes como Bruna Surfistinha, alvo de ataques do presidente Jair Bolsonaro, 64, à Ancine, agência do Governo Federal responsável por regular o fomento à indústria audiovisual.
“Sorry Rosângela Wolf-Moro, Mas também AMO cuidar de quem eu Amo. Eu também trabalho, também pago boletos, emprego e motivo, e também amo cuiDAR!”, disparou a cineasta, que aproveitou a manhã do domingo (25), Dia do Soldado, para dar adeus à atriz e escritora Fernanda Young, que morreu de parada cardíaca aos 49 anos, em decorrência de uma crise de asma. “Nunca conheci Fernanda Young mas sempre admirei. Ela já era roteirista quando eu imaginei ser. Assisti muitas séries dela, e a melhor que o país já produziu: Os Normais. Perdi o ar ao saber que hoje ela se foi, e como se foi. Uma mulher gigante morreu sufocada”, escreveu sobre a colega de profissão que perdera precocemente. Young chegou a ser levada da pousada em que descansava em Gonçalves, (463 km a sudoeste de Belo Horizonte) ao Hospital Frei Caetano, na cidade vizinha de Paraisópolis (440 km a sudoeste da capital mimeira), mas não resistiu.
Sobre o feminismo, bandeira comum às duas roteiristas, Antônia disparou à Rosângela Moro o seguinte: “Pobres das que tem acesso à informação mas optam pela ignorância e preconceitos típicos de quem ignora o que diz. De nada adianta ter poder e dinheiro para pagar boletos e não buscar aprender o conceito básico daquilo que se predispõe a falar (achava que era um mal apenas do marido, mas pelo visto é de família). Você vai fazer muito bem ao seu marido se entender melhor o que é feminismo“. E encerrou: “Da próxima vez, ao tentar expor sua felicidade, sugiro que não tente atacar milhões de mulheres que lutam por um mundo mais igual, inclusive para você. Bom final de semana! Beijo caloroso (de muito amor) do Rio”.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Brasilsão Vibrante, Cult, Podres poderes e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s