EXCLUSIVO: Ophély Mézino, de Guadalupe, pode ser substituta de Vaimalama para representar a França no Miss Universo 2019


Ela foi segunda colocada no Miss França 2019

Da redação TV em Análise

Yvan Cimadure-Mery/Studio Photo Victoria L./Divulgação


Pode estar mais próxima do fim a novela em torno da definição da representante da França na 68ª edição do concurso de Miss Universo. Com a recusa de Vaimalama Chaves, 24, em participar de concursos internacionais alegando problemas de agenda, a Societé Miss France tem nas mãos o nome de Ophély Mézino, 19, do território de Guadalupe, para representar o país no principal concurso de beleza do mundo. A terceira colocada no Miss França 2019, Lauralyne Demesmay, 18, da região de Franche-Comté, deverá representar o país no Miss Mundo 2019, marcado para o dia 14 de dezembro, em Londres.
A possível entrada de Ophély no Miss Universo 2019 deve encerrar rumores sobre a ida da vencedora do Miss França 2018, Maëva Coucke, 25, ao concurso, que tem sua sede disputada por três cidades: Joanesburgo, Manila e Tel Aviv. O TV em Análise Críticas apurou a informação com fontes próximas da coordenação do Miss França, que pediram anonimato. O anúncio oficial de Ophély como candidata da França ao Miss Universo deverá ser feito nos próximos dias. Guadalupe, conjunto de ilhas localizado ao sul do Mar do Caribe, já participou do Miss Universo de forma independente em 1977 e de 1980 a 1984, sem obter classificação. Desde 1987, o território compete no Miss França ao lado de outros cinco que já estiveram no Miss Universo – Guiana Francesa, Martinica, Nova Caledônia, Reunião e Taiti, região natal de Vaimalama Chaves.
Procurada pelo Críticas, a coordenação do Miss França informou que a questão de Ophély Mézino ir ao Miss Universo 2019 “está em exame” e pediu sigilo sobre as informações apuradas. A Miss Universe Organization informou que está acompanhando de perto o caso da definição da candidata francesa ao certame. A França tem participado de todas as edições do Miss Universo desde sua criação, em 28 de junho de 1952, em Long Beach.
Ophély já fez sua sucessora no concurso regional de Guadalupe, o que alimenta ainda mais as chances de ir ao Miss Universo. Já Lauralyne fará sua sucessora em France-Comté no dia 20 de outubro, a tempo de entrar no Miss Mundo 2019. A França também tem participado de todas as edições do Miss Mundo, desde sua criação, em 1951.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Outras Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s