Edições do Grammy de 2020 e de 2021 antecipadas para janeiro


Academia de Gravação tomou decisão antes do 61º Grammy, realizado em fevereiro

Da redação TV em Análise

Christian Petersen/Getty Images/04.06.2012
As duas próximas edições da premiação ocorrerão no Staples Center, em Los Angeles


As duas próximas edições do Grammy serão realizadas em janeiro. A decisão foi tomada em 23 de outubro de 2018 pelo então presidente da Academia de Gravação, Neil Portnow, que deixou o cargo após a realização da 61ª edição da premiação musical, no dia 10 de fevereiro. De acordo com o comunicado conjunto com a CBS, emissora que transmite o evento nos Estados Unidos, a decisão se deu para medir o termômetro da indústria musical. O Grammy é votado pelos membros da Academia de Gravação.
A 62ª edição do Grammy vai ocorrer no domingo, 26 de janeiro de 2020, mesma data da 26ª edição do Screen Actors Guild Awards, que acontece no Shrine Exposition Center. Já a 63ª edição do Grammy será realizada no domingo, 31 de janeiro de 2021. Ambas serão realizadas no Staples Center, sede da premiação entre 2000 e 2002, 2004 e 2017 e desde 2019. O acordo teve também a participação da Prefeitura Municipal de Los Angeles, que deve sediar o evento até 2022. “(A cidade) ama os Grammys. Estamos ansiosos para receber (a premiação)”, disse o prefeito Eric Garcetti, 48, filiado ao Partido Democrata.
Para a 62ª edição do Grammy, o período de elegibilidade irá de 1º de outubro de 2018 a 31 de agosto de 2019. É a primeira vez desde 2018, quando ocorreu no Madison Square Garden, em Nova York, que o Grammy é remarcado para janeiro sem ser para evitar a concorrência de uma Olimpíada de Inverno (no caso, a de PyeongChang), como ocorreu também em 2010 e 2014, antes dos jogos de Vancouver e Sochi.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Canta USA, Eventos, Premiações e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s