Mais da metade das coordenações estaduais está trabalhando nos concursos do Miss Brasil 2020, apesar de impasse na Band


Em 15 coordenações, eleição de candidatas municipais e inscrições estão adiantadas

Da redação TV em Análise

Erisson Silva Fotografia/11.05.2019
Letícia Severo vai representar Belo Jardim no Miss Pernambuco 2020


Uma parte das das 27 coordenações estaduais do Miss Brasil ficou desorientada após as primeiras informações do fim da parceria da Rede Bandeirantes com a empresa de varejo Polishop para a administração do concurso filiado ao Miss Universo. As coordenações do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Piauí, Rondônia, Roraima e Tocantins sequer tem informações sobre o andamento de seus concursos estaduais para o ciclo do Miss Brasil 2020, que já está sendo trabalhado.
No Distrito Federal, o processo de inscrição das candidatas está no fim. No Espírito Santo, o processo de eleição das candidatas municipais já começou, a exemplo do que já ocorre em outros sete Estados – Goiás, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe. Em Alagoas e Mato Grosso do Sul, a prioridade é o credenciamento dos coordenadores municipais. No Pará, Paraíba, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte, o processo de definição de candidatas dos primeiros concursos municipais da temporada, que acontecem a partir deste mês, dependendo do Estado, está bastante adiantado.
Apesar da crise nas negociações entre a Band e a Polishop para assegurar a realização do Miss Brasil 2020, 55,55% das coordenações estaduais estão trabalhando nos concursos para a etapa brasileira do Miss Universo 2020. Júlia Horta, 25, de Minas Gerais, foi eleita Miss Brasil 2019 há 73 dias, no São Paulo Expo, em São Paulo. A preparação da juiz-forama para a 68ª edição do Miss Universo, a ser realizada em 3 de novembro em Seul, está bastante adiantada. Tão adiantada quanto os trabalhos dos coordenadores na maioria dos Estados para o ano que vem. Na prática, 2020 já começou para a família do Miss Brasil. E disso, a comunidade de missólogos e a grande mídia ainda não se deram conta.
Até o fechamento desta matéria, 40 candidatas foram eleitas para oito concursos estaduais do Mis Brasil 2020. Veja o quadro detalhado de candidatas no mapa abaixo

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s