68ª edição do concurso de Miss Universo deve ser antecipada para o início de novembro, por queda de temperatura em Seul


Coordenações começaram a ser avisadas

Da redação TV em Análise

Didier Marti/Getty Images


Em vez de 15 de dezembro, a 68ª edição do concurso de Miss Universo deverá ganhar uma nova data, caso seja mesmo realizada em Seul. Diretores da Miss Universe Organization já consideram a possibilidade de fazer a final do certame no dia 3 de novembro (manhã de 4 de novembro, pelo horário local). A mudança de data deve ocorrer devido à questão de temperatura, que deve cair em média de 20 para 12 graus Celsius na máxima. A data depende de confirmação.
Com a antecipação do Miss Universo 2019, é possível que o número de países que enviem candidatas caia em relação aos dois anos anteriores, que registraram mais de 90 candidatas. Até o início de outubro, 63 coordenações já estarão com as candidatas eleitas, mas a conta pode subir com datas ainda a serem definidas e aclamações a serem feitas. Destas, 18 já elegeram ou aclamaram candidatas, inclusive o Brasil, que vai mandar a mineira Júlia Horta, 25, vencedora do concurso nacional realizado em março. As coordenações que ainda vão eleger candidatas e as que já elegeram estão sendo avisadas da mudança de data que pode vir a ocorrer. Caso uma outra cidade que não seja Seul venha a ser escolhida, o Miss Universo 2019 deve voltar para a data inicial de dezembro.
Diretores da FOX e da Endeavor devem se reunir nas próximas semanas com autoridades da capital sul-coreana para acertar os primeiros detalhes relativos à logística do certame. Dificilmente o recorde de 94 candidatas, verificado em Bangcoc em 17 de dezembro do ano passado, será batido. Potências como Filipinas, Porto Rico e Venezuela estão bastante atrasadas com a realização de seus concursos nacionais. Brasil e Estados Unidos já elegeram suas candidatas. Para piorar, a própria Coreia do Sul sequer marcou a data de seu concurso nacional, o que deve atrapalhar um pouco as negociações com a MUO.
Seul recebeu o Miss Universo uma única vez, na manhã de 8 de julho de 1980.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s