Alexandre Frota: GloboNews, antro de jornalistas tendenciosos


Ex-ator e deputado eleto desce porrete em Heraldo, Natuza, Cris Lobo e cia.

Da redação TV em Análise

Fotos Instagram/Alexandre Frota Oficial/07.12.2018 e Twitter/Gerson Camarotti/30.10.2018


Funcionário da Central Globo de Produção de 1985 a 1988, o ex-ator Alexandre Frota, 55, eleito deputado federal pelo PSL de São Paulo, publicou um vídeo em seu canal de Twitter com ataques diretos à Rede Globo, ao canal pago de notícias GloboNews e ao apresentador Fausto Silva, 68. O material já viralizou nas mídias sociais a menos de dez dias de sua posse, no Plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília.
Sem citar os nomes de Andreia Sadi, Valdo Cruz, Miriam Leitão, Natuza Nery, Merval Pereira, Heraldo Pereira, Gerson Camarotti, Nilson Klava e Cristiana Lobo, Frota chamou os jornalistas da GloboNews de “tendenciosos”. No vídeo, Frota acusa artistas como a cantora baiana Daniela Mercury, 53, de serem “rouaneistas”, por obterem benefícios com a Lei Rouanet em troca de ataques ao então candidato Jair Bolsonaro, 63, com a hashtag #EleNao. O deputado também atacou, com palavras de baixo calão, os sites de esquerda Brasil 247, Catraca Livre, DCM (Diário do Centro do Mundo) e Mídia Ninja.
Frota acusou a GloboNews de ser “um antro de jornalistas tendenciosos” e tentou explicar os ataques de Faustão a Bolsonaro na pizza que é servida aos contratados dos Estúdios Globo, gravada no início de dezembro, antes das férias do apresentador do Domingão. Tentou ligá-los a Michel Temer (MDB), 78, que ainda estava na Presidência da República, quando na verdade Temer assumira o Planalto em decorrência do impeachment de Dilma Rousseff, 71, no dia 31 de agosto de 2016. Bolsonaro ainda estava envolvido na transição de governo, chefiada por Onyx Lorenzoni, 64, a pedido de Temer.
A redação do TV em Análise Críticas entrou em contato com a Central Globo de Comunicação para responder às acusações constantes do vídeo de Alexandre Frota. Até o fechamento da reportagem, a CGCom não tinha se manifestado sobre o assunto.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Globelezação, Poderes ocultos, Podres poderes e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s