Meta mínima de 90 candidatas para a 67ª edição do concurso de Miss Universo deverá ser alcançada até o final de outubro


Expectativa é de novo recorde em Seul

Da redação TV em Análise

Lillian Suwanrumpha/AFP/Getty Images/17.12.2018
Em Bangcoc, 94 candidatas disputaram o título


Com a perspectiva de fechar janeiro com nove candidatas nacionais já eleitas, a 67ª edição do concurso de Miss Universo, a ser realizada na manhã de 16 de dezembro (noite de 15 de dezembro, pelo horário brasileiro de verão), no Sejong Center, em Seul, deve conhecer um novo recorde de candidatas após a conclusão da janela de candidatas eleitas até o dia 31 de outubro. Até essa data, 90 países e territórios já deverão estar com suas candidatas confirmadas na disputa.
O dado não inclui as candidatas que vierem a ser eleitas ou aclamadas entre os dias 1º e 15 de novembro, que é o prazo final para a realização de concursos, castings e seletivas nacionais, bem como o de aclamações por parte das coordenações que manifestarem interesse junto à Miss Universe Organization. Países chave como Brasil, Estados Unidos, Filipinas e Venezuela elegerão suas candidatas ainda no primeiro semestre.
A perspectiva da MUO é de que o recorde de 94 candidatas verificado na 67ª edição do concurso, realizada em Bangcoc na manhã de 17 de dezembro do ano passado, seja superado ou até mesmo mantido. Tudo vai depender da cooperação das coordenações nacionais e da situação financeira de cada uma delas. Na Eslovênia, problemas financeiros forçaram o cancelamento da etapa nacional do Miss Universo 2018. A emissora responsável pelo Miss Universo Eslovênia ainda não se decidiu para a realização do concurso nacional de 2019. No ano passado, inscrições chegaram a ser abertas.
A Miss Universe Organization tem 105 coordenações nacionais ativas para 2019. Quantas delas mandarão candidatas para o concurso? Saberemos ao longo dos próximos meses.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Datamisses, Jóia da coroa, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s