Brasileiros viveram uma seca parcial de concursos de misses na televisão durante a década de 1990, afastando-os da mídia


Falta de televisão prejudicou classificações no Miss Universo e no Miss Mundo

Da redação TV em Análise

Romeo Gacad/AFP/Getty Images/20.05.1994


Entre 1990 e 1999, os brasileiros viveram uma seca parcial de concursos de misses na televisão. Parte dos principais concursos de beleza do país acabou televisionada regionalmente. Isso incluiu edições do Miss Brasil realizadas de 1997 a 1999. Na família do Miss Mundo Brasil, foram televisionados os concursos de 1991 e 1995. Edições do Miss Brasil em 1991, 1992, 1994 e 1995 válidas pelo Miss Universo não foram televisionadas.
A saída do SBT da promoção do Miss Mundo Brasil em 1988 e do Miss Brasil em 1990 contribuiu para agravar esse quadro. O trânsito das transmissões do Miss Mundo Brasil entre a Band (1991) e a Record (1995) fez com que o concurso ficasse fora das programações televisivas em 1992, 1993, 1994, 1996 e 1997. A unificação com o programa do Miss Brasil, em 1998, foi decisiva para que parte dos brasileiros soubesse quem eram as representantes nos dois principais concursos de beleza do mundo, o Miss Universo e o Miss Mundo.
Sem televisão, as classificações brasileiras no Miss Universo e no Miss Mundo escassearam na década de 1990 – foram apenas duas para cada lado. Isso aprofundou ainda mais os jejuns de títulos vigentes desde 1968, com Martha Vasconcellos, e 1971, com Lúcia Petterle. Por tabela, a exposição dos concursos de misses e das misses na mídia despencou.
Em 59 participações no Miss Mundo, iniciadas em 1958, com o hiato de 1988 e 1989, o Brasil teve 27 classificações, que equivalem a um aproveitamento de 45,72%. Nas 64 vezes que foi ao Miss Universo desde 1954, com a pausa de 1990, o Brasil teve 37 classificações, que equivalem a um aproveitamento de 57,81%. Na década de 1990, os aproveitamentos brasileiros no Miss Universo e no Miss Mundo foram de 22,22% e de 20%, respectivamente.
Quando foi transmitido na década de 1990, o Miss Brasil passou pela Band e Globo, em reportagens entre 1993 e 1995. Teve exibição nacional na Record em 1996. Foi mostrado por emissoras locais da Manchete, Record e CNT entre 1997 e 1999. O Miss Universo só foi exibido em 1998, pelo SBT, com um mês de atraso em relação à sua realização. O Miss Mundo só teve lugar na Band em 1991, mas por problemas técnicos teve seu VT exibido no final de janeiro de 1992, após uma duríssima negociação com a Miss World Organization.
Em 1990, único ano em que o Brasil ficou fora do Miss Universo, chegaram a ser transmitidos concursos estaduais na Bahia Minas Gerais e Pernambuco por afiliadas do SBT, que não sabiam o que fazerem com o plano diabólico da Rede Globo e do governo de transição de Fernando Collor para sabotá-los. A Globo urdiu com a Associação Brasileira de Anunciantes e líderes petistas hoje presos pela Operação Lava Jato um boicote aos concursos de beleza que o SBT tinha sob contrato com a Miss Universe Inc., endossado por movimentos feministas de esquerda, alocados também no PSB, PSDB e PC do B. No Bolo de Noiva, a Globo conseguiu impedir a paulista Adriana Collin de representar o país em Los Angeles. Sem televisão, o Brasil marcava seu retorno obscuro no mesmo ano ao Miss Mundo.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Datamisses, História, Nossas Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s