Renata Fan vai apresentar Miss Universo pela 10º vez na Band


Nome é o primeiro confirmado pela emissora para a transmissão da 67ª edição do certame

Da redação TV em Análise

Instagram/Renata Fan/27.11.2017


Contratada da Rede Bandeirantes desde 2007, a jornalista Renata Fan, 41, foi confirmada pela emissora para comandar a transmissão de estúdio da 67ª edição do concurso de Miss Universo, que acontece às 22h do domingo, 16 de dezembro, pelo horário brasileiro de verão. Ela exercerá a função pela décima vez (sexta consecutiva desde 2013).
Vencedora do Miss Brasil em 1999, Fan apresentou a transmissão do Miss Universo já no primeiro ano em que esteve na Band. Em 28 de maio de 2007, Fan levou ao público brasileiro a derrota humilhante da mineira Natália Guimarães para a japonesa Riyo Mori. Apresentadora do Jogo Aberto, Fan sṍ não comandou transmissões do Miss Universo em 2011 (ficou de suporte para Adriane Galisteu, que estava na cabine da emissora no Credicard Hall, mas não chegou a ser acionada) e 2012. Em 2013, com o Miss Universo transmitido no Brasil à tarde, Fan teve de fazer a transmissão sozinha, sem comentaristas. Fea as cabeças para a exibição gravada do concurso em horário nobre. Fez a mesma coisa em 2010, 2015 e 2017, quando a Band atrasou a exibição do concurso por motivos diversos de programação. Para 2018, Pânico e CQC não são mais obstáculos à transmissão ao vivo.
De acordo com o jornalista Flávio Ricco, do portal UOL, a emissora está estudando a possibilidade de acrescentar comentaristas. No entanto, não se descarta a possibilidade de se contar com Maria Eugênia Soconic, 31, a Mareu, e Cássio Reis, 41, apresentadores do Miss Brasil 2018, realizado em maio último no Riocentro, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio de Janeiro), para fechar a trinca de apresentadores da exibição em TV aberta. Um quarto nome, de uma ex-miss Brasil, mantido em segredo, está sendo sondado para compor a bancada da transmissão. Sem recursos, a Band desistiu de mandar equipe de reportagem para Bangcoc para acompanhar os preparativos da capital tailandesa para o concurso, apesar das cotas previamente vendidas à Polishop. A cidade recebeu a disputa em 1992 e 2005.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s