Equatoriana Virginia Limongi é primeira candidata a embarcar para a 67ª edição do concurso de Miss Universo, em Bangcoc


Preparação será finalizada em Manila

Da redação TV em Análise

Pageant Press Society


A candidata do Equador, Virginia Limongi, 24, embarcou na madrugada desta quarta-feira (14) no Aeroporto Internacional Mariscal Sucre, no bairro de Tababela (38 km a leste do centro de Quito), com destino a Miami, onde fará conexão para Manila. Na capital filipina, Limongi finalizará sua preparação para a 67ª edeição do concurso de Miss Universo, cuja programação oficial começa no domingo, 2 de dezembro, A final televisionada ocorre na Impact Arena, daqui a 31 dias.
Em sua conta no Instagram, Limongi disse não ter dormido antes de se maquiar para ir para o Mariscal Sucre se despedir dos fãs. Uma orquestra de mariachis a esperava no saguão de embarque ainda na capital equatoriana, acompanhada de uma torcida pequena, mas entusiasmada e bastante interessada. A mãe e a irmã a acompanharam nos procedimentos de ckeck-in no setor de embarque internacional. Limongi foi às lágrimas diante da recepção. A emoção foi tanta que a maquiagem teve de ser refeita às pressas antes de entrar no avião.
Além de Limongi, outras 93 candidatas devem deixar os seus países e territórios nos próximos dias, entre elas a brasileira Mayra Dias, 27, que deve embarcar em São Paulo no domingo (25). As candidatas serão recepcionadas por Sophida Kanchanarin, 23, e ficarão hospedadas no hotel Dusit TYhani Bangkok, usado também nos concursos de 1992 e 2005.

Missosology RD

O Equador é um dos 63 países que vai tentar título inédito de Miss Universo em 2018. A melhor colocação do país no concurso foi o terceiro lugar de Constanza Báez, 27, em 2013, em Moscou. Em 60 participações no Miss Universo, iniciadas em 1955, com pausas em 1967, 1973 e 1974, o Equador teve três classificações, que equivalem a um aproveitamento de 5%, um dos piores da América do Sul. Esse quadro inclui a classificação de Susana Rivadeneira, 39, entre as 10 semifinalistas de traje de banho, quando a 53ª edição do concurso foi realizada no país, em 1º de junho de 2004. Antes disso, Lucía Isabel Vinueza Urjelles tinha obtido classificação entre as 12 semifinalistas, em Nova York, em 20 de julho de 1981.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Aeroportos, Cidades, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s