Demi-Leigh Nel-Peters chega a Bangcoc para segunda coletiva da organização local da 67ª edição do concurso Miss Universo


Evento ocorre às 4h da segunda-feira (29), pelo horário de Brasília, no Dusit Thani

Da redação TV em Análise

Instagram/Nokpornrawin Poowawongbhadin


A vencedora do título de Miss Universo 2017, a sul-africana Demi-Leigh Nel-Peters, 23, chegou a Bangcoc na madrugada deste sábado (27) para participar, ao lado de diretores da Miss Universe Organization e de representantes da TPC 2018 Company da coletiva de apresentação dos planos de organização da 67ª edição do concurso de Miss Universo na capital tailandesa. Ao chegar ao hotel Dusit Thani Bangkok, Demi-Leigh esbanjou simpatia com blogueiros que cobriam os preparativos da coletiva.
O empresário Somchai “Tee Matching” Chevasutthanont assumiu a tarefa de organizar o Miss Universo 2018 em Bangcoc depois que o investidor Tanawat Wansom desistou de sua parte no projeto. A empresa de Tanawat, a TW investment Group, vinha tendo problemas para captar patrocinadores. Agora, a TPC 2018 terá mais facilidade para fechar os patrocínios que faltam. Crítico da junta militar que governa a Tailândia desde 2014, o jornalista Ranny Singka, editor do site Behind the Crown, desconfia que há “aparelhamento estatal” para a organização do concurso. O governo do primeiro-ministro Prayuth Chan-ocha, 64, já disse que a captação de patrocínios do Miss Universo é de responsabilidade do setor privado.
A coletiva do Miss Universo 2018, que terá além de Demi-Leigh e da presidenta da MUO Paula Shugart, a presença das três últimas vencedoras do concurso Miss Universo Tailândia – Chalita Suansane (2016, classificada entre as seis finalistas no concurso internacional, em Manila), Maria Poonlertlarp (2017, classificada entre as cinco finalistas no concurso que Demi-Leigh venceu em Las Vegas, no dia 26 de novembro) e Sophida Kanchanarin, candidata anfitriã do Miss universo 2018 começa às 14h locais (4h pelo horário de Brasília) da segunda-feira (29) e se estenderá até às 16h (6h no Brasil), no Dusit Thani Bangkok.

Instagram/Nokpornrawin Poowawongbhadin

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Eventos, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s