Trinidad e Tobago retira sua candidata do Miss Universo 2018


Batalha judicial impede Martrecia Alleyne de ir para Bangcoc

Da redação TV em Análise

Newsday (Trinidad e Tobago)


Uma decisão da Suprema Corte de Trinidad e Tobago tomada na terça-feira (9) impede que Martrecia Alleyne, 27, participe da 67ª edição do concurso de Miss Universo, marcada para a manhã de 17 de dezembro, na Impact Arena, em Bangcoc. De acordo com a coordenação nacional do Miss Universo, Martrecia “jamais foi inscrita ou aclamada Miss Universo Trinidad e Tobago 2018”, qo contrário do que vários sites especializados noticiaram em janeiro. Martrecia processava a Miss Universe Organization e a antiga diretora nacional do concurso, Jenny Douglas.
Com a saída forçada de Martrecia da disputa, Trinidad e Tobago se torna o quarto país a ficar fora do Miss Universo 2018. Guiana, que cumpre suspensão de dois anos, Eslovênia, que não vai realizar concurso, e Áustria, que saiu após a Miss Austria Corporation não renovar contrato com a MUO, também não mandarão candidatas para Bangcoc.
De imediato, a saída de Trinidad e Tobago deve impactar negativamente no número de candidatas já eleitas para o Miss Universo 2018, que deve cair de 92 para 91. Com os concursos e aclamações a serem feitos nos próximos dias pela Eslováquia, Iraque, Itália, Mongólia e Quênia devem engrossar esse quadro para 96. Etiópia e Tanzânia não definiram as datas de seus certames e também correm o risco de ficar fora.
Martrecia Alleyne era a candidata com pior avaliação nas avaliações parciais que o TV em Análise Críticas vem realizando desde o início do ano. Na 34ª rodada, divulgada no domingo (14), ocupava a 92ª e última colocação. Trinidad e Tobago não classifica uma candidata entre as semifinalistas do Miss Universo desde 2006, quando Keniosha Thom ficou entre as 10 classificadas para a etapa de traje de gala, em Los Angeles.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s