Com dólar abaixo dos 4 reais, Band aproveita clima eleitoral e acerta transmissão da 67ª edição do concurso Miss Universo


Emissora já acertou com a IMG

Da redação TV em Análise

Frazer Harrison/Getty Images/26.11.2017


Depois de dias com o dólar americano na casa dos 4 reais, a Rede Bandeirantes finalmente chegou a um acerto com a IMG Worldwide para assegurar no Brasil a exclusividade da transmissão em TV aberta da 67ª edição do concurso de Miss Universo, que acontece daqui a 72 dias, na Impact Arena, no bairro de Muong Thang, zona norte de Bangcoc. A rede queria uma zona de segurança para negociar a exibição do concurso, que foi sinalizada na quarta-feira (3), quando a moeda americana ficou abaixo de R$ 3,98. A Band vinha buscando bases para assegurar a exibição do Miss Universo antes mesmo do primeiro trno da eleição presidencial, que acontece neste domingo (7). O contrato de transmissão já foi assinado. Os valores pagos não foram revelados.
Especula-se que a empresa de varejo Polishop tenha pago por baixo cerca de R$ 3,5 milhões junto à Miss Universe Organization para que a Band ficasse com a transmissão do Miss Universo 2018 no país. Contratualmente, a Band tem a concessão do Miss Universo até 2020, mas isso não quer dizer que a emissora vá pegar automaticamente a exibição do certame. Desde 2015, a Band é obrigada a obedecer o rito de assinar um compromisso anual de transmissão do Miss Universo. À exceção de emissoras como a porto-riquenha WAPA, a filipina ABS-CBN e a venezuelana Venecisión, que tem contratos multianuais, todas as emissoras internacionais tem de assinar esse contrato por ano de concurso. Estima-se que a franquia do Miss Brasil valha cerca de US$ 800 mil à MUO (cerca de R$ 3,06 milhões).
Com o acordo, a Band vai transmitir junto com o canal pago TNT o Miss Universo 2018 a partir das 22h do dia 16 de dezembro, pelo horário brasileiro de verão (7h do dia 17 de dezembro, pelo horário da capital tailandesa). 92 candidatas já foram eleitas, inclusive a brasileira Mayra Dias, 27. A definição de outras candidatas nos próximos dias deve levar a 67ª edição do Miss Universo a bater o recorde do ano passado, em Las Vegas, com 92.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Nossas Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s