As audiências americanas da segunda, 1º de outubro de 2018


‘Efeito Emmy’ derruba The Voice

Da redação TV em Análise

Trae Patton/NBC/Divulgação


Duas semanas após a realização do 70º Primetime Emmy, as redes abertas americanas (exceção feita à The CW, que começa temporada no domingo, 7) começaram a respirar os ares da 73ª temporada televisiva na primeira segunda-feira após o início das estreias, no dia 24 de setembro. Para a primeira semana, oito novas séries estrearam até o domingo, 30 de setembro. A semana inicial na CBS serviu como transição de produtos da summer-season para o início do novo ciclo, que de fato ocorre nesta quarta-feira (3), com os retornos de SEAL Team (para a 2ª temporada) e Criminal Minds (para a 14ª temporada).
De volta ao dia 1º de outubro de 2018, a segunda semana de audições às cegas da 15ª temporada do The Voice começou sem o gás que tinha de temporadas anteriores. De cerca de 14 a 15 milhões de telespectadores que costumava registrar, o reality musical fechou a noite com 9,94 milhões de telespectadores, registrando média domiciliar de 6,6 e share de 11 pontos. Perdeu muito de seu pique inicial, somada à derrota no Emmy de reality de competição. Essa queda teve efeitos em Manifest, cujo segundo episódio registrou 8,48 milhões de telespectadores, média de 5,8 e share domiciliar de 10 pontos.
Grande parte dessa derrocada que o bloco de programação da NBC observou se deveu à audiência que lhe foi sugada pelo Monday Night Football entre Denver Broncos e Kansas City Chies. Na ESPN, a transmissão da partida registrou 13,21 milhões de telespectadores. A média e o share domiciliares não foram divulgados. Em termos de média entre os telespectadores na faixa de 18 a 49 anos, no entanto, o MNF sozinho de equipe renovada (menos a Lisa Salters) teve mais média (4,6) que toda a grade da NBC (2,0).
No escopo do horário nobre, a NBC registrou 9,46 milhões de telespectadores, média domiciliar de 6,3 e share de 10 pontos. A ABC ficou na segunda colocação, com 7,38 milhões de telespectadores, média de 5,2 e share de 8. A CBS ficou na terceira colocação, com 6,65 milhões, 4,7 e 8; Na quarta colocação, a FOX teve 5,45 milhões, 4,1 e 7, mostrando um ambiente de forte disputa entre as quatro grandes redes. Por fora, a The CW registrou 622 mil telespectadores, média domiciliar de 0,7 e share de 1 ponto.
Entre os telespectadores na faixa de 18 a 49 anos, a NBC liderou com média de 2,0 e share de 8, seguida da FOX, com 1,2/5. ABC e CBS dividiram a terceira colocação, com 1,0/4. A The CW registrou 0,2/1. Hora por hora (horários da costa leste americana), em cada bloco de meia hora, os dados da Nielsen Media Research

20h
NBC: The Voice (9,27 milhões de telespectadores, 6,2/10 domiciliar)
CBS: The Neighborhood – estreia (8,07 milhões, 5,6/9)
ABC: Dancing with the Stars (7,44 milhões, 5,5/9)
FOX: The Resident (4,77 milhões, 3,7/6)
The CW: Penn & Teller: Fool Us – final de temporada (1,18 milhão, 0,9/1)
Líder 18-49: The Voice (1,8/8)

20h30
NBC The Voice (9,93 milhões, 6,8/11)
ABC: Dancing with the Stars (7,39 milhões, 5,3/9)
CBS: Happy Together – estreia (5,93 milhões, 4,1/6)
FOX: The Resident (4,86 milhões, 3,7/6)
The CW: Penn & Teller: Fool Us – final de temporada (1,16 milhão, 0,9/1)
Líder 18-49: The Voice (2,0/8)

21h
NBC The Voice (10,15 milhões, 6,8/11)
ABC: Dancing with the Stars (7,36 milhões, 5,2/8)
CBS: Magnum, P.I. (6,36 milhões, 4,5/7)
FOX: 9-1-1 (6,19 milhões, 4,6/7)
The CW: Whose Linbe is it Anyway? (716 mil, 0,6/1)
Líder 18-49: The Voice (2,1/8)

21h30
NBC The Voice (10,42 milhões, 6,7/11)
ABC: Dancing with the Stars (7,09 milhões, 5,0/8)
CBS: Magnum, P.I. (6,27 milhões, 4,5/7)
FOX: 9-1-1 (5,99 milhões, 4,6/7)
The CW: Whose Linbe is it Anyway? (632 mil, 0,5/1)
Líder 18-49: The Voice (2,2/8)

22h
NBC Manifest (9,08 milhões, 6,1/10)
ABC: The Good Doctor (7,54 milhões, 5,2/9)
CBS: Bull (6,3 milhões, 4,9/8)
Líder 18-49: Manifest (1,9/8)

22h30
NBC Manifest (7,88 milhões, 5,5/10)
ABC: The Good Doctor (7,46 milhões, 5,0/9)
CBS: Bull (6,47 milhões, 4,7/9)
Líder 18-49: Manifest (1,7/7)


NOTA:  Os números apresentados são prévios e estão sujeitos a ajustes

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Canta USA, Ibopes da vida, Numb3rs, Reality-shows, Séries e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s