Para ex-reporter investigativo do Jornal Nacional, Rede Globo age como partido político ao esconder a campanha de Lula


Segundo Joaquim de Carvalho, emissora desrespeita a Lei Eleitoral

Da redação TV em Análise

DCM/Divulgação


O ex-repórter investigativo do Jornal Nacional, Joaquim de Carvalho, denunciou em artigo no portal Diário do Centro do Mundo a conduta parcial da Rede Globo na cobertura das eleições presidenciais brasileiras. Joaquim, que fez para o Jornal Nacional coberturas policiais importantes como a do crime da mansão da família Richtofen, em 31 de outubro de 2002, sustentou que “a lei eleitoral, de número n° 9.504/97, não deixa dúvida: em seu artigo 36-A, obriga as emissoras de rádio e televisão a dar tratamento isonômico — isto é, de acordo com o mesmo critério — a todos os candidatos e partidos durante a campanha”.
De acordo com Joaquim, os telejornais da Globo dão espaço aos candidatos mais bem colocados nas pesquisas dos institutos que trabalham para a emissora – Datafolha e Ibope Inteligência. mas para a candidatura da coligação PT/PC do B/PROS, a emissora coloca uma nota informando que Luís Inácio Lula da Silva, 72, líder das pesquisas, está preso, “condenado pelo caso do triplex do Guarujá“, que nem dele é. “Sim, Lula está preso, mas sua campanha, apesar da ausência física dele, está na rua, e já tem o apoio de praticamente metade dos eleitores que decidiram em quem votar. É a campanha, por sinal, que mais reúne eleitor em seus atos públicos“, sustenta Joaquim, hoje repórter investigativo do DCM.
Joaquim chamou as campanhas dos concorrentes de Lula com espaço no JN (Jair Bolsonaro, Geraldo Alckmin, Marina Silva e Ciro Gomes) de “teatrinho”. De acordo com o repórter, “a campanha de Lula, com Haddad na condição de vice e porta-voz, tem lotado as ruas, como se viu em Aracaju, Sergipe, na tarde e noite de quarta-feira. Nenhum marqueteiro consegue reunir aquele tanto de gente. É um ato realmente espontâneo, é a campanha em estado puro, noticia genuína“. “O mesmo aconteceu com Bolsonaro em Presidente Prudente, interior do Estado, no mesmo dia. Tinha muita gente“, pontuou sobre o candidato do PSL/PRTB.
Numa citação indireta a outras emissoras em que trabalhou – Band e Record, Joaquim de Carvalho diz que “a Globo e as demais emissoras mostraram Bolsonaro, esconderam o PT e seus coligados, entre os quais o PCdoB (da possível vice de Haddad, Manuela Dávila)“. “Além da desonestidade com o público, mostrou que não respeita a lei e é por isso que os advogados da coligação “O Povo Feliz de Novo” recorreram ao TSE, para denunciar a violação da lei eleitoral e solicitar uma medida liminar para que as emissoras mostrem as atividades de campanha”, disse o repórter em seu artigo no DCM. “Se no  Brasil a chamada grande imprensa fizesse jornalismo, não seria necessário recorrer à lei para mostrar os candidatos mobilizam as massas. É de interesse público, é notícia. Mas, no Brasil, essa imprensa, viciada em negócios, dá mais valor ao teatrinho da caminhada do candidato pela rua do que mostrar o formigueiro de gente que a ideia Lula gera ao propagar sua mensagem. Definitivamente, a imprensa se comporta como partido político, e sua missão é esconder Lula ou tudo que possa remeter às suas propostas ou à memória de seu governo, que terminou com 87% dos brasileiros o considerando ótimo ou bom. Não é jornalismo”, arrematou.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Ética jornalística, Globelezação, Monopólio da informação, Poderes ocultos, Podres poderes e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s