Assunto da semana: Indicações aos 70º Primetime Emmys – 5


O gênio de Banderas no 70º Emmy de minissérie

National Geographic Channel/Divulgação


Patrick Melrose? Não. Alienista sem ser do Paulo Coelho? Também não. Pablo Picasso? Sim. O National Geographic Channel pegou na Espanha um dos atores mais conceituados por lá. Ganhador do Oscar? Não. Javier Bardem? Não. Antonio Banderas? Sim. Muitas das questões se relacionam à atuação na minissérie Genius: Picasso, que deu indicação à produção e ao ator. Aparentemente para vender alguma coisa além da imagem de Banderas e seus contratos publicitários. Perfume? Vale para ambos os casos. Gato de Botas? Que não seja da Cepisa.
Do pouco que assisti das minisséries indicadas, American Crime Story do Assassinato de Gianni Versace foi tratado pela FOX brasileira como se fosse série da madrugada da Rede Globo. Achei uma falta de respeito ao esmero com o qual Ryan Murphy tratou o assassinato de um importante estilista italiano. Por aqui, o canal FX deu importância secundária. A programadora confundiu infomercial com dramaturgia. Não é por aí que se tomam decisões dos canais pagos. É o tipo de estratégia que sai pela culatra, em detrimento do assinante que dorme cedo. Eu não.
Sim, o caso Versace chocou a opinião pública, mas não de uma forma a mobilizar multidões como na perseguição a O.J. Simpson, três anos antes. Na comparação, as tevês brasileiras fizeram uma cobertura mais modesta do caso Versace em comparação ao que fizeram a O.J. e seu julgamento. Ali sim, um drama de verdade, com ator de Friends (David Schwimmer), John Travolta e mais. Faltou à minissérie O Assassinato de Gianni Versace o apelo da comunicação de massas notado na caçada a O.J., em plena Copa do Mundo FIFA dos Estados Unidos de 1994.
Na parte do Netflix, a indicação de Godless foi mera louça para ser mostrada aos jurados da área de minissérie e telefilme ligada ao Producers Guild of America (PGA). É esse sindicato quem dá a cartada final de quem vai para a premiação de janeiro. O 70º Primetime Emmy de 17 de setembro é apenas uma ponta de lança. Para finalizar, uma reparação: o teletratro Jesus Christ Superstar: Live in Concert é da NBC e não da FOX, como coloquei na crítica do TV+Vida de 28 de julho, apresentada simultaneamente com o TV em Análise Críticas. Bom sábado a todos.


Publicação simultânea com o TV+Vida do Jornal Meio Norte deste sábado (18/8)

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Coluna da Semana, Minisséries e telefilmes, Premiações e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s