67ª edição do concurso Miss Universo será realizada no dia 17 de dezembro, em Bangcoc, de acordo com fontes não oficiais


Capital tailandesa recebeu o concurso em 1992 e 2005

Da redação TV em Análise

Impact/Divulgação


Bangcoc está praticamente confirmada como sede da 67ª edição do concurso de Miss Universo. A informação foi publicada na madrugada desta quarta-feira (4) pelo site especializado Pageanthology 101, que citou fontes não oficiais ligadas a missólogos. A Miss Universe Organization não confirma a informação da cidade-sede, mas a decisão de se realizar o concurso na manhã de 17 de dezembro (noite de 16 de dezembro, pelo horário brasileiro de verão) já está definitivamente acertada.
A capital da Tailândia recebeu o Miss Universo por duas vezes, em 8 de maio de 1992 e 31 de maio de 2005. Na primeira oportunidade, o Miss Universo ocorreu no Centro de Convenções Rainha Sirkit, inaugurado em 29 de agosto de 1991. Na segunda, o concurso ocorreu na Impact Arena, construída para os Jogos Asiáticos de 1998. O local é o mais cotado para receber a preliminar e a final televisionada do Miss Universo 2018.
Bangcoc derrotou outras sete cidades: Hancheu (China), Lima (Peru), Macau (China), Manila (Filipinas), Monte Carlo (Mônaco), Nha Trang (Vietnã) e Seul (Coreia do Sul) na disputa da sede do Miss Universo 2018, que começou durante a realização da 66ª edição do Miss Universo, em novembro do ano passado, em Las Vegas. Durante o processo de escolha da cidade-sede, Hancheu e Manila desistiram de suas candidaturas.
O contrato com a prefeitura da capital tailandesa e com o governo local deverá ser assinado pela Miss Universe Organization e pela IMG Worldwide até o final deste mês. De acordo com o site especializado Behind the Crown, empresários locais deverão pagar US$ 10 milhões à MUO para que a Tailândia sedie o Miss Universo 2018. De acordo com fontes independentes, a presidenta da MUO, Paula Shugart, esteve na capital tailandesa entre o domingo (1º) e a terça-feira (3), para acelerar as negociações

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Cidades, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s