Bernadette Puyat age como uma psicótica ao negar a sede do Miss Universo 2018 para as Filipinas. É o que pensa Daily Mail


Atitude infantil de chefe do DOT cria ambiente de desinformação sobre concurso

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Ben Nabong/Rappler/13.05.2018


Uma simples notícia publicada pelo jornal inglês Daily Mail sobre a eleição dea representante da Austrália na 67ª edição do concurso de Miss Universo causou mal estar entre missólogos na manhã desta sexta-feira (29). Numa legenda de foto, se diz que Hung, 24, “vai competir na 67ª edição do concurso de Miss Universo, a ser realizada nas Filipinas, em novembro”. Filipinas? Novembro? E agora, Bernadette?
Em 18 de maio, Puyat dissera a uma emissora de rádio que as Filipinas não sediariam o Miss Universo 2018 e redirecionaria o orçamento do departamento que comanda no governo filipino, o de Turismo, para “outros projetos”, como agroturismo. A Miss Universe Organization, desde então, autorizou o empresário Chavit Singson, 76, a negociar a realização do Miss Universo 2018 em outro país da Ásia que não fossem as Filipinas. Nesse ponto, as negociações tomaram um certo avanço até a bravata de hoje do Mail.
Bangcoc, Macau, Nha Trang e Seul são as quatro cidades interessadas em receber o Miss Universo 2018. O maior favoritismo entre os missólogos está na capital tailandesa, que recebeu o concurso em 1992 e 2005. Experiência de sedes anteriores conta ponto para a cidade candidata. Mais para Bangcoc do que para Nha Trang (2008) e Seul (1980).
Ao invés de dar maior celeridade nas negociações sobre a cidade-sede da 67ª edição do Miss Universo, Bernadette Puyat cria todo o ambiente para embaralhar ainda mais a situação. Caso as negociações com Bangcoc prosperem, o contrato deverá ser assinado no final de julho. A Impact Arena, sede da 54ª edição, em 31 de maio de 2005, deve voltar a receber o certame. Isso, se as condições que Chavit projeta forem as ideais para fechar a sede.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Outras Venezuelas, Podres poderes, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s