Band está pronta para transmitir ao vivo a 67ª edição do Miss Universo em qualquer cenário de data em que esteja projetado


Realização no domingo, 16 de dezembro é apenas uma das possibilidades. E se marcarem a disputa para o dia 20 de dezembro, como fica?

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Patrick Gray/AFP/Getty Images/26.11.2017


A realização da 67ª edição do concurso de Miss Universo tem sua realização já decidida para dezembro, mas não se sabe ainda em qual data. Uma ala da programação da FOX, emissora responsável pela geração do concurso para 213 países e territórios, trabalha com sua realização no dia 20 de dezembro, umq quinta-feira após o fim da temporada 2018 do Thursday Night Football. Mas por que essa pressa? Para a FOX, é altamente interessante ter um tampo de especial que segure parcela, embora pequena, do público que vai restar após o fim do ciclo da NFL nas noites de quinta-feira. Será o primeiro ano do TNF na FOX como parte de um acordão de US$ 3,3 bilhões até 2022. O Miss Universo segue na emissora atpe 2020, por quantia muito menor.
A precaução dessa ala da FOX com a data do Miss Universo 2018 é evitar, a qualquer preço, sua realização no domingo, 16 de dezembro. A William Morriis Endeavor, braço de agenciamento da Endeavor, dona do Miss Universo, representa os interesses da NFL. E não fica bem para ninguém – anunciantes, emissora e candidatas – pegar de frente uma transmissão do Sunday Night Football da NBC, que carreia mais público. O bom senso manda que o concurso ocorra no dia 20 de dezembro, em qualquer cenário de cidade-sede a ser escolhida – Bangcoc, Macau, Nha Trang ou Seul. As negociações seguem avançadas.
No Brasil, por parte da Rede Bandeirantes, as recentes medidas para diminuir o tamanho de programas como o Agora é com Datena (neste domingo, 24, com a participação da Miss Brasil 2018 Mayra Dias) e remanejar o horário do Show do Esporte de Milton Neves abriram precedentes para a transmissão do Miss Universo 2018 no dia 16 de dezembro. Mas, e se a IMG e FOX fecharem a realização no dia 20 de dezembro, como fica? A saída caseira estará na suspensão, em ambos os casos da Rede Fuso. Para a possibilidade da quinta-feira, 20 de dezembro, se tentará mostrar o concurso no Acre às 20h e em Manaus às 21h. Parte das regiões Norte e Centro-Oeste e todo o Nordeste assistiria ao certame às 22h. No horário brasileiro de verão, o concurso entraria às 23h. Com isso, a Band faria uma antessala de 15 minutos antes do inicio do concurso. Nesse cenário, em Rio Branco a novela turca que estiver no ar entraria às 17h25 e o concessionário de igreja às 18h15 para acomodar a transmissão do concurso. O lead in do Miss Universo 2018 entraria no Acre às 19h, impreterivelmente.
Na hipótese de realização no dia 16 de dezembro, a transmissão ao vivo será inevitável. Se encurtaria o Show do Esporte em 15 minutos para atender às demandas do certame, que entraria às 22h pelo horário brasileiro de verão (21h Nordeste, parte do Norte e parte do Centro Oeste, 20h Manaus e 19h em Rio Branco). A essa altura, o Brasileirinho da Globo já terá acabado e Neves não terá mais o que falar no seu show esportivo. A temporada 2018 do futebol nacional terá ido para o saco, passado a pertencer aos livros de história. A menos que algum clube brasileiro chegue ao Mundial Interclubes da FIFA. Na época do Miss Universo, a competição estará em curso, nos Emirados Árabes Unidos. Irá até 22 de dezembro, um sábado, dois dias após a data que a FOX tenta trabalhar na marra para o Miss Universo 2018. Para a FOX, a realização do Miss Universo 2018 em janeiro de 2019 está definitivamente descartada: no dia 27 de janeiro de 2019, a emissora transmitirá o teleteatro Reni. Da mesma forma foi sepultada a hipótese de realização no dia 25 de novembro.
As negociações da Band com a IMG Worldwide para transmitir em TV aberta a 67ª edição do Miss Universo já tiveram início e devem ser concluídas assim que data e cidade sede do evento forem definidas e depois do período de eleições gerais no Brasil. Na TV por assinatura, a TNT vai estender a transmissão do evento ṕara suas plataformas digitais.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s