Três ex-misses e familiares comparecem a sessão solene da Assembleia Legislativa da Bahia para Martha Vasconcellos


Vencedora do Miss Universo 1968 foi agraciada com a Comenda 2 de Julho

Da redação TV em Análise

Juliana Andrade?Agência ALBA/15.06.2018 (via Jornal da Chapada)


Uma Sessão Solene da Assembleia Legislativa da Bahia, realizada na manhã da sexta-feira (15), em Salvador, deu sequência à série de homenagens que tem sido feitas em todo o país desde fevereiro pelos 50 anos da vitória da baiana Martha Vasconcellos, 70, na 17ª edição do concurso de Miss Universo, realizada em Miami Beach, no dia 13 de julho de 1968. O requerimento foi de deputado Marcelo Nilo (PSB), que ainda era adolescente na cidade de Antas (348 km ao norte da capital baiana).
Participaram do evento amigos e familiares da ex-miss e três vencedoras de diferentes concursos, a Miss Bahia de 1985, Marisabel Moraes, sua sucessora Morgana Brasil e a paulista Patrícia Godói, Miss Brasil 1991. “A ex-miss Universo honrou a Bahia e levou o nome do nosso Estado para o mundo”, disse Marcelo Nilo em seu discurso de apresentação da homenageada, que depois do reinado passou a exercer a profissão de psicóloga de Boston (Massachusetts), onde presta atendimento a mulheres vítimas de violência doméstica.
Ao final da Sessão Solene, Martha recebeu a Comenda das mãos dos netos e disparou uma frase de efeito: “Sempre tive muito orgulho de representar a minha pátria de salto alto”. Sobre sua luta pelos direitos das mulheres, que lhe deu dois prêmios em Cambridge, na região metropolitana de Boston, onde trabalha no aconselhamento de vítimas, Martha, em tempos de #MeToo, enfatizou: “Como que eu enfrentaria os abusadores nos tribunais? O meu temperamento tão criticado pelos meus filhos e netos serviu às mulheres”.
A homenagem à Martha Vasconcellos na assembleia baiana teve início ao som da marchinha Marthinha da Bahia, composta por Renato de Souza Mendonça em homenagem à Miss Universo 1968, em versão cantada recuperada para a ocasião. Recentemente, o biógrafo de Martha, o jornalista Roberto Macedo, mostrou um vinil da canção e entoou um trecho.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Cidades, Eventos, Nossas Venezuelas e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s