Principal financiador do Miss Universo 2016 nas Filipinas vai articular a realização do Miss Universo 2018 na Coreia do Sul


Chavit Singson viajará a Seul para acertar detalhes com governo de Moon Jae-in

Da redação TV em Análise

The 65th Annual Miss Universe Competition/Divulgação/04.01.2017


O presidente da LCS Group, Luís Chavit Singson, 76, anunciou em entrevista a uma rádio filipina que viajará neste mês a Seul para iniciar negociações com o governo do presidente Moon Jae-in, 65, e autoridades locais para a realização da 67ª edição do concurso de Miss Universo na capital sul-coreana. Seul recebeu o Miss Universo uma única vez, em 7 de julho de 1980.
No final de maio, chegou a ser divulgado que o Miss Universo 2018 seria realizado na cidade chinesa de Macau, ex-colônia de Portugal. O governo comunista dee Pequim rechaçou a oferta, a exemplo do que cocorrera em abril, com a cidade de Hancheu.
Singson já recebeu carta branca da presidenta da Miss Universe Organization, Paula Shugart, para negociar a sede do Miss Universo 2018, mesmo que as negociações com o Departamento de Turismo das Filipinas fracassassem, o que acabou acontecendo. No dia 18 de maio, a nova chefe do DOT, Bernadette Puyat, anunciou que as Filipinas abriram mão de sediar a 67ª edição do Miss Universo, por contenção orçamentária.
De acordo com a rádio Bombo, as negociações do empresário filipino estariam no pacote de pacificação entre as Coreias do Norte e do Sul, que entraram em um armistício em 1953, um ano após a criação do Miss Universo, mas nunca encerraram a guerra de uma forma oficial. Singson hj́e é vereador na cidade de Narvacan (379 km ao norte de Manila).
Singson foi o principal financiador privado da realização da 65ª medição do Miss Universo, realizada em Manila no dia 30 de janeiro de 2017. Ao lado de outros cinco grupos, a LCS pagou os US$ 12 milhões pedidos pela MUO. No final, se gastaram US$ 15 milhões com a organização do Miss Universo 2016. O presidente filipino Rodrigo Duterte, 73, vai integrar a comitiva filipina que viajará a Seul.
Em fevereiro, a Coreia do Sul recebeu as Olimpíadas de Inverno, realizadas na cidade de PyeongChang (126 km a leste de Seul). O Miss Universo poderá ser o primeiro grande evento que a Coreia do Sul sediará após o fim das Paralimpíadas dee Inverno, em março.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Negócios, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s