Filipinas deverão pagar US$ 12 milhões para receber o Miss Universo 2018, diz secretária do Departamento de Turismo


Metade do valor será para pagamento de direitos e o restante para hospedagem, logística e voos

Da redação TV em Análise

Ted Alibe/Getty Images/29.01.2017


As Filipinas já começam a fazer as primeiras contas para receber a 67ª edição do concurso de Miss Universo. De acordo com a secretária do Departamento de Turismo (DOT), Wanda Teo, 65, serão necessários US$ 12 milhões (R$ 42,63 milhões) para viabilizar a realização do concurso. Metade desse valor – US$ 6 milhões (R$ 21,31 milhões) – será para o pagamento de direitos junto à IMG Worldwide, dona da Miss Universe Organization. O restante desse valor será para acomodações, voos e logística. Todo esse custo deverá ser bancado por patrocinadores privados.
O valor estimado pelo DOT se aproxima dos US$ 13 milhões (R$ 46,18 milhões) gastos pelo empresário Chavit Singson, 76, para bancar as despesas de realização dea c65ª edição do concurso de Miss Universo no país, entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017. Cerca de 110 milhões de pesos filipinos serão necessários para a obtenção dos direitos de sediar o Miss Universo 2018. As Filipinas receberam o certame também em 1974 e 1994.
A possibilidade real das Filipinas sediarem o Miss Universo 2018 ganhou força depois de a China recusar proposta para sediar o evento. A censura imposta pelo regime comunista impede que c Miss Universo seja mostrado ao vivo na China continental. Essa é uma condição para que o país interessado sedie o concurso, como é o caso das Filipinas.
De acordo com o DOT, a realização do Miss Universo 2018 deverá coincidir com a reabertura ao público do balneário de Boracay, no dia 30 de outubro. Destinos que não foram incluídos na programação do Miss Universo 2016, como Camiguin e Iloilo devem ganhar atenção na programação do Miss Universo 2018.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s