Delação de Palocci atinge a Rede Globo, diz jornalista do PR


Ex-ministro também atinge bancos privados

Da redação TV em Análise

Rodolfo Buhrer/Reuters/26.09.2016


A delação do ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci, 57, homologada pela Polícia Federal nesta quarta-feira (25) no âmbito da Operação Lava Jato, atinge em cheio a Rede Globo de Televisão e bancos privados, entre eles o Bradesco. A revelação é do blog do jornalista político Esmael Morais, baseado em Curitiba, cidade onde Palocci está preso há um ano e meio, na Superintendência da Polícia Federal.
No entanto, a força-tarefa da Lava Jato agiu para que a delação de Palocci contra a Globo não entrasse no pacote homologado pela PF. De acordo com Palocci, o governo do presidente Lula, 72, preso na PF de Curitiba desde o sábado (7), agiu para salvar financeiramente a Globo e suas coligadas de uma eventual falência.
No desgoverno de Fernando Henrique Cardoso (PSDB, 1995-2002), a Globo foi agraciada com empréstimos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), no escândalo que ficou conhecido como “Proer da Mídia”. O caso chegou a ser investigado pela Câmara dos Deputados em 2003, porém, não chegou a nenhuma punição.
Em 6 de março de 2017, o TV em Análise Críticas denunciou que filmes produzidos pela Globo Filmes, braço cinematográfico da Globo, receberam empréstimos do BNDES e também da Petrobras, principal alvo das primeiras fases da Operação Lava Jato, inclusive a que botou Palocci na cadeia.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Força da Grana, Monopólio da informação, Poderes ocultos, Podres poderes e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s