Donald Trump teria usado os serviços de prostitutas durante a programação do concurso de Miss Universo 2013, em Moscou


Denúncia partiu do ex-secretário de Estado, James Comey, que lançou livro-bomba sobre c primeiro ano do ex-dono do concurso na Casa Branca

Da redação TV em Análise

Alexander Nemenov/AFP Photo/09.11.2013


O presidente norte-americano Donald Trump, 71, teria usado serviços de prostitutas durante a programação da 62ª edição do concurso de Miss Universo, entre outubro e novembro de 2013, em Moscou. A revelação é do ex-secretário de Estado, James Comey, 57, em seu livro A Higher Loyalty, que descreve o tempo que passou na pasta e relata fatos anteriores à posse de Trump na Casa Branca, em 20 de janeiro de 2017. O narrado no Miss Universo 2013 é um deles.
De acordo com Comey, Trump teria usado os serviços de seu advogado pessoal, Michael Cohen, 51, para abafar a denúncia em troca do silêncio da atriz de filmes adultos Stormy Daniels, 39, e da ex-modelo de ensaios da Playboy Karen McDougal, 47, para que estas não o denunciassem por abuso sexual. Além disso, o então gestor da Miss Universe Organization teria se valido dos serviços do comentarista político do canal pago FOX News Sean Hannity, 56, para que o caso das prostitutas do Miss Universo 2013 não viesse à tona. A denúncia foi publicada nos jornais The Wadhington Post e Daily Mail.
Trump teria usado o Miss Universo 2013 como ponta de lança do esquema de manipulação de votos da eleição presidencial americana de 2016, na qual concorreu com a democrata Hillary Clinton, 70, que o derrotou no voto popular, mas perdeu na quântica de delegados. Em sua conta no Twitter, Trump chamou as acusações de “mentirosas” e de “notícias falsas” de um consórcio midiático formado pelas redes ABC, CBS e NBC e o canal de notícias CNN, que tem veiculado uma bateria de matérias em seu desfavor.
Em 14 de setembro de 2015, Trump vendeu as propriedades da MUO à Endeavor por US$ 28 milhões (R$ 95,6 milhões, em valores atualizados). A Endeavort pertence aos empresários judeus Ari Emanuel, 57, e Patrick Whitesell, 53. Na campanha de 2016, Emanuel promoveu shows de arrecadação de fundos para a campanha de Hillary, com nomes como o da jurada da 16ª temporada do American Idol Katy Perry, 33.

O concurso

A 62ª edição do Miss Universo foi realizada na noite de 9 de novembro de 2013, na casa de espetáculos Crocus City Hall, em Kragnokorsk, nos arredores de Moscou. Os custos de realização foram pagos pelo empresário Aras Agalarov, 62, que assinou o contrato no testemunho de Trump e da Miss Universo 2012, Olivia Culpo, durante a realização do Miss USA 2013, em 16 de junho, em Las Vegas. Há a suspeita de que dinheiro da máfia russa tenha sido usado para que Agalarov conseguisse a sede do Miss Universo 2013 para Moscou.
À época, a pŕesidenta da Miss Universe Organization, Paula Shugart, alegou que a entidade precisaria fazer caixa depois do fracasso nas negociações para que Santo Domingo recebesse o Miss Universo 2012. Ainda no governo do presidente Barack Obama, o FBI abriu uma investigação sobre os custos da candidatura russa para sediar o Miss Universo 2013, única à ocasião. O caso não foi adiante após a posse de Trump.
O Miss Universo 2013 foi vencido pela candidata da Venezuela, Maria Gabriela Isler, que derrotou outras 85 candidatas. Albânia, Geórgia e Kosovo boicotaram o concurs por razões políticas. A candidata do Brasil, a mato-grossense Jakelyne Oliveira. A Miss USA 2013 Erin Brady, representante de Connecticut, ficou entre as 10 semifinalistas.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Podres poderes, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s