Polishop vai usar o Riocentro para concurso Miss Brasil 2018


Informação ainda não é oficial, mas já começou a circular entre missólogos

Da redação TV em Análise

Buda Mendes/Latin Content/Getty Images/11.04.2016


A Polishop decidiu realizar a 64ª edição do concurso de Miss Brasil num dos auditórios do Riocentro, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio de Janeiro), na noite de 26 de maio. A informação ainda não é dada como oficial, mas já começou a circular entre grupos de missólogos. A empresa teria decidido fazer o evento após o encerramento de sua convenção anual de vendas, que reunirá consultores de todo o país.
De acordo com uma fonte ligada à Organização Miss Brasil Universo, a Band pediu para que a convenção ocorresse em horário e local distinto do que irá abrigar o Miss Brasil 2018. A Polishop vai usar o maior espaço do Riocentro para o encontro de representantes. Um auditório menor, inaugurado para as Olimpíadas de Verão de 2016, deverá receber a etapa brasileira do Miss Universo 2018 e deverá ser usado apenas para esse fim.
A separação de espaços do Miss Brasil 2018 no Riocentro visa fazer com que as candidatas tenham um local exclusivo para os ensaios técnico e geral, bem como a realização da final televisionada. A Band já confimou os nomes de Cássio Reis e Maria Eugênia Suconic, a Mareu, para apresentarem o certame.
A intenção é não misturar o concurso de beleza com o ambiente de negócios. Outros detalhes como o uso das forças federais de segurança para a proteção das 27 candidatas e de seus coordenadores, torcidas e famílias serão decididos posteriormente.
A Polishop espera receber 10 mil colaboradores para sua convenção anual. Já para o Miss Brasil 2018, deverão afluir entre 1.500 e 2.500 pessoas, que é a capacidade do espaço requisitado para o certame. No ano passado, o Miss Brasil foi realizado em Ilhabela (SP) em um espaço para apenas 600 espectadores, mas que foi reforçado com arquibancadas temporárias para receber mil convidados.
As assessorias da Band e da Polishop não foram encontradas para se manifestar acerca das negociações para a realização do Miss Brasil 2018 no Riocentro. Elas se limitaram a dizer que essa parte da negociação está sendo conduzida com a Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e com a GL Events, dona e arrendatária do espaço, respectivamente.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Cidades, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s