Número de candidatas do Miss Universo 2017 se aproxima do registrado no Miss Mundo 2000, que foi realizado em Londres


Foram três candidatas a menos

Da redação TV em Análise

PA Images via Getty Images/30.11.2000


Em 30 de novembro de 2000, o concurso de Miss Mundo iniciava sua jornada para passar do número de 100 candidatas, feito que só ocorreria em 2003. Com 95 candidatas, a 50ª edição do concurso teve o maior número de competidoras registrado desde sua criação, em 1951. Foram três a mais que o verificado na 66ª edição do Miss Universo, realizada no dia 26 de novembro de 2017, em Las Vegas. Mas o que aproxima o Miss Universo do Miss Mundo nos dias atuais? Uma questão de números que o Miss Mundo foi consolidando ao longo dos anos 2000, sempre com concursos acima de 100 candidatas a partir de 2003.
Sob a administração da família Morley durante todo o tempo, o Miss Mundo passou o Miss Universo em número de candidatas e também de importância em alguns países e territórios, como é o caso de Bermuda, que parou de enviar candidatas ao Miss Universo em 1998. Desde 2011, o território britânico no Caribe voltou a enviar candidatas ao Miss Mundo. Uma das razões para as quais Bermuda se retirou do Miss Universo foram as altas taxas cobradas a partir da chegada de Donald Trump, 71, ao comando do certame. A Miss Universe Organization de Trump foi aparando arestas de um lado, mas foi criando problemas para a entrada de novos países, restringindo o número de candidatas a não mais que 89. A chegada da Endeavor à organização do Miss Universo, em 2015, reacendeu esse ânimo, mas não ainda para os lados de Bermuida.
Vencida pela indiana Pryianka Chopra, a 50ª edição do Miss Mundo foi a primeira sem seu fundador, Eric Morley, que morrera no início do mês do certame. Sua viúva, Julia, tem tocado a Miss World Organization desde então, em ações de caridade pelos cinco continentes, que ainda não incluíram o Brasil, a despeito da troca de comando da coordenação nacional, em setembro de 2005. Em importância midiática, o Miss Mundo para os brasileiros está muito aquém do Miss Universo. A despeito dessa adversidade, o Miss Mundo Brasil tem servido de laboratório para futuras candidatas do Miss Brasil válido pelo Miss Universo. É o caso da gaúcha Sancler Frantz, 26, que vai disputar o Miss Rio Grande do Sul 2018, no dia 14 de abril. Ela ficou entre as seis finalistas do Miss Mundo 2013, realizado em Sanya, na China comunista.

Patrick Durand/Sygma via Getty Images/11.11.2000

Gabe Ginsberg/Getty Images/17.11.2017

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em História, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s