Regulamento do Miss Brasil 2018 é atualizado e inscrições dos 27 concursos estaduais do Miss Universo estão abertas


Misses candidatas a cargos eletivos estão impedidas de participar

Da redação TV em Análise

Maristela Colucci/Organização Miss Brasil Universo/Divulgação/20.08.2017


A Organização Miss Brasil Universo apresentou no final da noite desta segunda-feira (15) o regulamento da 64ª edição do concurso de Miss Brasil, que acontecerá no dia 19 de maio, em cidade-sede ainda a ser definida. Entre as novidades, além das já anunciadas na reunião de coordenadores do dia 30 de novembro, está a proibição de participação de misses já eleitas que tenham filiação partidária com vistas a candidatura a deputada federal ou deputada estadual nas eleições do dia 6 de outubro. As candidatas terão de se abster de candidatar a esses e outros cargos públicos em até um ano após a realização dos concursos ligados à Miss Universe Organizxation no Brasil, representados pela Polishop, Grupo Bandeirantes de Comunicação e IMG Universe.
Com a medida, a Organização Miss Brasil Universo quer evitar acusações de uso eleitoral do Miss Brasil para promover pré-candidaturas de quem quer que seja. Na idade limite do concurso (18 a 26 anos), uma miss que quiser ser candidata a deputada federal, por exemplo, terá que ter os mesmos 18 anos para escolher entre a competição na etapa respectiva do Miss Universo 2018 ou tentar a vida pública.
Ainda de acordo com o regulamento do Miss Brasil 2018, as candidatas não podem ter feito intervenções cirúrgicas um mês antes de qualquer concurso. Também é vetada a participação de candidatas que tenham competido em edições anteriores do Miss Universo, com ligações familiares com funcionários das empresas envolvidas no Miss Brasil – Band, Polishop, Ernst & Young, KPMG e IMG Worldwide. A candidata que mentir em alguma informação perde automaticamente o título nacional, estadual ou municipal que tiver conquistado nos concursos do ciclo do Miss Brasil 2018.
Candidatas que tenham sido eleitas misses em concursos concorrentes – Miss Mundo Brasil, Miss Brasil Latina, etc. – deverão abrir mão dos títulos nacionais que eventualmente tenham conquistado antes da inscrição para o Miss Brasil Universo. Também não será permitida a participação de candidatas que tenham sido misses estaduais de anos anteriores. No caso de candidatas derrotadas nas disputas locais ou nacional, estas só poderão se candidatar novamente no ciclo do Miss Brasil 2019.
O primeiro concurso estadual do ciclo do Miss Brasil 2018 acontecerá nesta quarta-feira (17), em Boa Vista, capital de Roraima. Com a publicação do regulamento, as inscrições deste e dos outros 26 concursos estaduais estão oficialmente abertas.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s