Desgoverno Temer quer passar a Ryan Seacrest do American Idol as chaves e a concessão da Rádio Nacional da Amazônia


Trocando Pinduca por Katharine McPhee

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Fotos EBC e Kevork Djansezian/Getty Images/07.04.2016


Nas comemorações dos 40 anos da Rádio Nacional da Amazônia, celebradas durante uma Sessão Solene realizada na manhã desta quarta-feira (27), no Plenário Ulysses Guimarães da Câmara dos Deputados, em Brasília, se expôs a mais grave das preocupações dos defensores da democratização da informação no país. Uma série de manobras do governo golpista de Michel Temer (PMDB) tenta passar a navalha na concessão da emissora de ondas curtas, único meio de comunicação de comunidades ribeirinhas de vários Estados da Amazônia legal, pertencente à Empresa Brasil de Comunicação (EBC), criada por decreto do então presidente Lula no final de 2007. Pior: na prática, Temer quer é a privatização de todo o parque técnico da Rádio Nacional da Amazônia e do resto das emissoras da EBC, para passá-las na totalidade de seu controle acionário ao capital estrangeiro, passando inclusive por cima do Código Brasileiro de Telecomunicações.
O desespero de Temer não apenas para salvar a própria pele, mas de seu quadrilhão do Moreira Franco e do Eliseu Padilha é iminente, principalmente na ânsia de passar a Nacional da Amazônia, considerada estratégica para a integração nacional durante o governo do general Ernesto Geisel (1907-1996), para as mãos de empresas americanas como a 21st Century Fox, iHeart Media ou Comcast. Na prática, Temer quer é dar a propriedade da Rádio Nacional da Amazônia ao Ryan Seacrest do American Idol ou ao Carson Daly do The Voice. Querem trocar o carimbó do Pinduca pelo pop da Katharine McPhee, que se sai melhor como atriz do que cantora. Ninguém a escuta. Estão assassinando e estuprando a cultura brasileira.
De acordo com o Fórum Nacional de Democratização da Comunicação (FNDC), há denúncias de assédio moral, trocas na programação e censura de matérias feitas por funcionários da EBC, temendo pelos empregos que Temer vai entregar a Seacrest, Carson e cia., nos cangotes dos urubus peemedebistas que urdiram o golpe parlamentar de 2016, liderados por Romero “Essa P…” Jucá. O capitalismo selvagem americano está isso sim é desesperado para, ainda com Temer, matar o acesso à informação do Eu de Cá, Você de Lá. Quer entregar os recados dos moradores de Santarém à Central de Inteligência americana, a CIA, para Donald Trump monitorar “possíveis petistas” e “defensores do bolivarianismo de Nicolas Maduro”. A Trunp, Seacrest e Daly, a senadora Gleisi Hoffmann (PR), do alto de sua serenidade, avisou: “Politica e moralmente, (Antônio) Palocci já está fora do PT”.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Canta USA, Cult, Monopólio da informação, MPB, Poderes ocultos, Podres poderes e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s