Assunto da semana: Os números do ‘Oscar do horário nobre’


O que se deve aprender das contas de indicações ao 69º Emmy

Kevin Winter/Getty Images/13.07.2017


Praticamente vencida a loucura pela definição da data do Miss Universo 2017, gradativamente volta a se respirar alguma coisa do meio televisivo já pensando no 69º Primetime Emmy. E, naquele método que os leitores que me acompanham desde a época do Notícia da TV, gradativamente vamos destrinchando as coisas do Primetime Emmy nas semanas que antecedem à sua realização, mesmo que no sábado que vem tenha de fazer um necrológio do esporte olímpico um ano após a Rio 2016. Mas vamos tocar o barco.
Como finalmente pude ter acesso às contas de indicações ao “Oscar do horário nobre americano”, marcado para 9, 10 e 17 de setembro, dá para dizer que o empate na liderança entre Westworld e Saturday Night Live apenas mostra uma importante medição de forças entre o mais antigo programa de esquetes e o oba-oba momentâneo em torno de um Joãozinho Trinta do faroeste futurista repensado pela HBO, a partir de um filme de 1973. De parte dos jurados, se percebeu uma sintonia com o que os sindicatos de janeiro decidiram.
Atrás das 22 indicações de Westworld e SNL, vem a lógica de que a minissérie biográfica Feud: Bette and Joan iria para a disputa com as 18 indicações nas quais acabaria entrando. Jessica Lange inclusa, Susan Sarandon inclusa. Alfred Molina incluso. E Sarah Paulson? Ficou fora. Kathy Bates? Nem na cédula de submissão apareceu. No empate, Stranger Things apenas confirmou o poder de fogo da Netflix para emplacar um produto palatável para indicação. House of Cards e Orange is the New Black é o seu passado.
No passeio de contas, Veep, graças a Julia Louis-Dreyfus, conseguiu segurar a dianteira de indicações entre as séries cômicas, com 17. Vice dianteira, levando em conta o SNL do qual Julia já foi aluna. Com 16 indicações, Big Little Lies é uma pedra para Feud no campo das minisséries de telefilmes. Todas as quatro principais atrizes – Nicole Kidman, Reese Witherspoon, Shailene Woodley e Laura Dern – estão indicadas. Para não dizer que não falei das flores, This is Us, prestes a estrear na FOX, tem 11 indicações. Até sábado.

Publicação simultânea com o TV+Vida do Jornal Meio Norte deste sábado (29/7)

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Coluna da Semana, Erramos, Numb3rs, Premiações e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s