Por cúpula da ASEAN, chefe do Departamento de Turismo filipino anuncia que Manila não sediará o Miss Universo 2017


Wanda Teo alegou falta de condições para receber os dois eventos ao mesmo tempo

Da redação TV em Análise

Peter Askinas/WME/IMG/Getty Images/14.01.2017


As Filipinas não irão mais sediar a 66ª edição do concurso de Miss Universo, prevista para o dia 28 de novembro. O anúncio foi feito em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (22), em Makati (região metropolitana de Manila) pela chefe do Departamento de Turismo (DOT, na sigla em inglês), Wanda Teo, 64.
Uma das justificativas apresentadas por Wanda é a coincidência de datas do cronograma de atividades das 84 candidatas previstas com a cúpula da ASEAN (Associação de Nações do Sudeste Asiático), que ocupará todo o efetivo da Polícia Nacional das Filipinas, do próprio DOT e de outros órgãos do governo. A conferência será realizada entre os dias 10 e 14 de novembro.
Para a organização do Miss Universo 2016 nas Filipinas, cuja final ocorreu no dia 30 de janeiro, na Mall of Asia Arena, em Pasay (Grande Manila), foram gastos US$ 11 milhões (cerca de R$ 33 milhões) vindos da iniciativa privada. O governo do presidente Rodrigo Duterte, 72, não permitiu a utilização de recursos públicos, o que facilitou a vida de corporações como Universal Enteertaiment, LCS Group, SM Lifestyle, Philippine Airlines e Solar Entertainment. No entanto, para que o Miss Universo 2017 ocorresse no país, Wanda Teo submeteu a decisão final de organizar o certame ou não a Duterte, que deu a resposta negativa, que será oficializada aos diretores da Miss Universe Organization.
A opção filipina para sediar o Miss Universo 2017 era o Araneta Coliseum, em Quezon (também na região metropolitana de Manila). Para apressar a realização do Miss Universo 2017 para ainda neste ano, a MUO já providencia a realização do certame em Las Vegas, cidade que tem servido de tapa-buracos para desistências de outros países desde 2010. Três locais já estão sendo sondados – o The AXIS do Planet Hollywood Resort and Casino (sede em 1991, 1996, 2012 e 2015), o Mandalay Bay Events Center (sede em 2010) e a novíssima T-Mobile Arena (que chegou a ser cotada para receber o Miss Universo 2016, antes da oferta filipina). A decisão final deverá sair em agosto.

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Por cúpula da ASEAN, chefe do Departamento de Turismo filipino anuncia que Manila não sediará o Miss Universo 2017

  1. Pingback: Último concurso nacional do Miss Universo 2017 será no dia 26 de novembro na Polônia e sucessora de Iris Mittenare deverá ser conhecida no dia 17 de dezembro, em Las Vegas | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s