Marcação proposta do Miss Brasil 2017 para 19 de agosto não é unanimidade entre coordenadores estaduais. Band se cala


CNCCB vai batalhar por realização do concurso em 2 de setembro

Da redação TV em Análise

Lucas Ismael/Organização Miss Brasil Universo/Divulgação/01.10.2016


Um grupo de coordenadores estaduais que ainda não marcou as datas de seus concursos válidos pelo Miss Brasil 2017 vai propor à Organização Miss Brasil Universo o adiamento da etapa brasileira do Miss Universo 2017 para o dia 2 de setembro. Entre os coordenadores que teriam proposto a mudança de data está a amapaense Enyellen Sales, que ainda está trabalhando com o processo de inscrições do concurso de seu Estado, iniciado no final do mês passado. O problema e que no grupo restante de coordenadores que pede o adiamento do Miss Brasil 2017, há pessoas ligadas à Polishop, uma das sócias da Organização Miss Brasil Universo, ao lado da Rede Bandeirantes, da Ford Models Brasil e IMG Universe.
De forma direta, a Organização Miss Brasil Universo coordena, entre o grupo que não marcou datas, os concursos de Minas Gerais, Sergipe e do Distrito Federal, os dois últimos de menor peso. Outro concurso com problemas na marcação de sua data é o Miss Paraíba, cuja divulgação sequer começou a ser feita.
De acordo com o Comitê Nacional de Coordenadores de Concursos de Beleza (CNCCB), o pedido para a Band/Polishop tirar o Miss Brasil 2017 do mês de agosto “visa preservar os missólogos que não poderão dar conta de tanta informação relativa a outros concursos nacionais marcados para agosto, com outras filiações de concursos internacionais”. No Manual de Ética e Operações do Miss Brasil 2017, a Organização Miss Brasil Universo deixa claro que é a Polishop quem deve resolver os conflitos inerentes aos interesses da etapa brasileira do Miss Universo 2017, a mais problemática para marcação de data.
Até o fechamento desta reportagem, 11 Estados – Acre, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Roraima e São Paulo = tinham eleito suas candidatas para a etapa brasileira do Miss Universo 2017. O concurso internacional está previsto para a manhã de 27 de novembro (noite do dia 26, pelo horário brasileiro de verão), nas Filipinas.
A reportagem do TV em Análise Críticas não conseguiu localizar nenhum diretor da Organização Miss Brasil Universo para comentar sobre as queixas do CNCCB. No entanto, fontes tanto da Band quanto da Polishop informaram que as duas empresas recorrerão de qualquer decisão que o CNCCB tomar “contra o que está previsto no Manual de Ética e Operações do Miss Brasil“. De acordo com as mesmas fontes, a data de 19 de agosto especulada em vários sites e blogs especializados para a realização da etapa nacional do Miss Universo 2017 não pode ser ainda confirmada.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s