Nos 30 anos da eleição de Jacqueline Meirelles como Miss Brasil 1987, concurso do Distrito Federal está sem rumo


Processo de seleção das candidatas parou com morte de antigo coordenador

João Eduardo Lima
Editor e criador dos blogs TV em Análise

Miss Top 05/Reprodução


A terça-feira, 4 de abril de 2017, era para ser de lembranças e comemorações pelos 30 anos da única vitória de Brasília no Miss Brasil. A reação de Jacqueline Meirelles, então com 23 anos, ao feito de incluir a então capital da Assembleia Nacional Constituinte no mapa das participações brasileiras no Miss Universo acabou abafada por um fato trágico: a morte, no dia 8 de março, do até então coordenador do concurso Miss Distrito Federal, Cloves Nunes, aos 53 anos. O fato praticamente parou o processo de produção do Miss Distrito Federal 2017, que já estava sendo pensado para homenagear Jacqueline, agraciada no Miss Universo 1987 com o prêmio de melhor traje típico, a despeito de não ter se classificado entre as 10 semifinalistas. A eleição de Jacqueline iniciou também um ciclo de sete anos sem classificações no Miss Universo. E também de um ocaso midiático que o Miss Brasil e o Miss Universo passaram a sofrer na mídia brasileira por pressões da Rede Globo, da Associação Brasileira de Agências de Propaganda e de parlamentares de então do PT presos ou denunciados pela Operação Lava Jato.
Após a eleição de Jacqueline, o DF teve nove classificações não consecutivas de 2000 a 2015. A melhor delas foi o terceiro lugar obtido em 2012, por Tamiris Rodrigues, já na coordenação de Cloves. Findo seu reinado de Miss Brasil, no dia 7 de abril de 1988, Jacqueline seguiu carreira de modelo de passarelas, posou para revistas e apresentou programas de televisão aberta. Arriscou uma fracassada carreira musical. Após o fim da careira artística, passou a investir em design de joias e filantropia.
No dia que se comemoraram os 30 anos de sua eleição como Miss Brasil 1987, Jacqueline Meirelles lançou um livro autobiográfico, que conta sua trajetória da infância em Cuiabá, cidade onde nasceu, até sua ascensão profissional, saindo dos holofotes das passarelas e capas de revista, para atuar por trás deles. O lançamento da obra, intitulada Eternamente Miss contou com a presença de parte das 26 concorrentes de Jacqueline no Miss Brasil 1987 e também da Miss São Paulo 2017, Karen Porfiro. Anteriormente, em agosto de 2014, a cuiabana lançara Da Coroa ao Cajado, que narra suas tentativas de suicídio. Em sua breve carreira literária até aqui, a Miss Brasil 1987 lançou dois livros.

Fotos/Divulgação

Após a morte de Cloves Nunes, a Organização Miss Brasil Universo, joint venture formada pela Polishop, Grupo Bandeirantes de Comunicação e IMG Universe, assumiu a coordenação interina do Miss Distrito Federal. Apesar dessa mudança súbita, não há sinal claro de quando o Distrito Federal conhecerá sua representante no Miss Brasil 2017. Um cenário sombrio nos 30 anos de eleição de sua única Miss Brasil.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s