EXCLUSIVO: O segundo quadro de audiências dos concursos nacionais que já foram realizados para o Miss Universo 2017


Concurso da África do Sul bate o Binibining Pilipinas na média/share e Miss Universo Porto Rico assume a vice

Da redação TV em Análise

Yolanda van der Stoep/IOL/26.03.2017


Pela primeira vez presente nos levantamentos de audiência do TV em Análise Críticas, o Miss África do Sul bateu o Binibining Pilipinas na média de audiência. Na nova coletânea de números, o concurso que elegeu Demi-Leigh Nel-Peters, 21, para o Miss Universo 2017, registrou média de 8,7 contra apenas 2,9 do concurso que credenciou Rachel Peters, 25, líder da avaliação parcial mais recente que o Críticas publicou, na sexta-feira (5).
E foi exatamente no dia da publicação da parcial que o concurso Miss Universo Porto Rico 2017, vencido por Danyeshka Hernández, 20, assumiu a vice-liderança de audiência entre os concursos nacionais já realizados para o Miss Universo 2017. Fechou com média de 26,4 (em suas três horas de transmissão, das 20 às 23h locais) e pico de 26,7, na faixa das 22 às 23h da quinta-feira (4). A redação do Críticas não conseguiu informações de audiência dos concursos da Rússia e da Croácia, realizados nos dias 15 e 28 de abril e transmitidos pelas redes STS e HTV 1. Abaixo, o ranking detalhado

A AUDIÊNCIA DOS CONCURSOS NACIONAIS DO MISS UNIVERSO 2017
Fontes: Kantar Ibope Media, AGB, Médiamétrie, BRCSA e CIM
Data País Rede Média/Share Esp/Mil
17/12/2016 França TF1 38,0 7,4
4/5/2017 Porto Rico Wapa 26,4 N/D
5/10/2016 Venezuela Venevisión 15,1/25 N/D
20/3/2017 Colômbia RCN 10,6 N/D
26/3/2017 África do Sul Mzansi Magic 2,0/8,7 0,69
30/4/2017 Filipinas ABS-CBN 2,9 N/D
14/1/2017 Bélgica AB3 N/D 0,12

Apesar da derrocada na média em comparação ao ano anterior (quando registrou média de 11,4, pelos dados da Kantar Media/TNS), o Binibining Pilipinas (média de 2,9, pelos dados da AGB-Nielsen) foi o programa mais comentado no Twitter de acordo com dados da Kantar. A empresa não forneceu a média nacional relativa ao dia do concurso indicado no gráfico, relativa a áreas urbanas e rurais. Os números que a AGB-Nielsen divulgou se referem apenas às áreas urbanas, o que pode ter prejudicado bastante a audiência da etapa filipina do Miss Universo 2017. O Binibining Pilipinas tem muito de sua audiência nas áreas rurais, e essa não divulgação prejudicou o certame.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Datamisses, Ibopes da vida, Numb3rs, Outras Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s