REGULAMENTO DO MISS BRASIL 2017 JÁ ESTÁ ATUALIZADO COM NOVA IDADE PARA CANDIDATAS DE 18 A 27 ANOS


Padronização já começou a ser usada no Miss São Paulo e vai valer para os outros 26 concursos estaduais da temporada

Da redação TV em Análise

Lucas Ismael/Organização Miss Brasil Universo/Divulgação/02.10.2016


A Organização Miss Brasil Universo promoveu uma atualização no item de idade de participação das candidatas às etapas estaduais do Miss Brasil 2017. A partir de agora, atendendo determinação da Miss Universe Organization, a idade máxima de inscrição de candidatas passa de 26 para 27 anos. A nova faixa etária atende aos padrões adotados pelo concurso de Miss Universo, que ampliou a idade limite de candidatas nacionais para 28 anos.
A mudança etária de candidatas municipais e estaduais do Miss Brasil consta da versão 2017 do Manual de Ética e Operações do Miss Brasil, que foi colocado no ar pela Polishop na manhã desta segunda-feira (27), dois dias após a realização do primeiro concurso estadual da temporada, o Miss São Paulo, vencido pela mineira radicada na capital paulista Karen Porfiro. Permanecem as proibições de participação de candidatas que estejam grávidas ou tenham tido filhos, estejam casadas ou divorciadas ou terem tido união estável.
De acordo com o regulamento, também não será permitida a participação de candidatas com altura inferior a 1,68m. As medidas corporais das candidatas devem se aproximar de 90 centímetros de busto, 60 cm de cintura e 90 cm de quadril. A regra do Miss Brasil também abre exceção para candidatas brasileiras naturalizadas há, pelo menos um ano. Nos 63 anos de história do Miss Brasil (já contando o Miss São Paulo que já aconteceu), não há notícia de uma única estrangeira ter concorrido a etapas estaduais da disputa que define a representante brasileira no Miss Universo.
Nos próximos concursos estaduais do ciclo do Miss Brasil 2017, as candidatas inscritas deverão representar obrigatoriamente cidades ou regiões administrativas, como ocorre no Distrito Federal. Com essa mudança, acaba a participação de candidatas de clubes e de empresas, a partir de agora restrita aos concursos municipais. Das candidatas e de seus parentes, serão exigidas cópias de contas de telefone, água e luz, boletos de impostos, faturas de cartão de crédito e extrato bancário (onde houver necessidade). Também serão exigidos ofícios das autoridades municipais atestando que cada candidata representará o município respectivo na disputa estadual.
Em outro ponto do regulamento 2017 do Miss Brasil, a coordenação brasileira do Miss Universo exige das candidatas ensino superior completo ou incompleto ou curso técnico. Conhecimentos de idioma serão recomendados das candidatas municipais que forem eleitas a partir de agora para os 26 concursos estaduais que restam. Também será levada em conta a saúde mental das candidatas, para evitar que ocorram situações de altercação e surtos psicóticos, como o verificado no Miss Amazonas 2015, que ganhou as redes sociais e prejudicou altamente a imagem internacional do Miss Brasil
Composto de sete capítulos e 22 páginas, a versão 2017 do Manual de Ética e Operações do Miss Brasil suprimiu pontos presentes na versão 2016, como envolvimento dos coordenadores com atividades políticas, valor do cachê a ser pago à atual miss, Raíssa Santana, pelos coordenadores interessados para aparição nos certames e restrição de patrocinadores dos concursos estaduais a empresas não ligadas à Polishop. Este ponto foi condensado no item “Conflito de Interesses”. De outro lado, passaram a ser mais rígidas as proibições a encontros de favores sexuais, encontros de jurados com as candidatas, exposição das candidatas a material de sexo explícito e divisão de ganhos e lucros com a miss municipal ou estadual que vier a ser eleita. As denúncias de fraudes nos concursos municipais ou estaduais terão de ser registradas em cartório.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s