Eleição de Laura Ospina como Miss Colômbia 2017 dá ao Concurso Nacional de Belleza a maior audiência desde 2014


Etapa nacional do Miss Universo 2017 registrou média de 10,6

Da redação TV em Análise

Yomaira Grandett/El Tiempo


A transmissão do Concurso Nacional de Belleza 2017, que elegeu a candidata de Cartagena, Laura Ospina, 22, deu à rede RCN a sua maior audiência desde novembro de 2014. DE acordo com dados da Kantar Ibope Media, o certame registrou na faixa das 20 às 23h média de 10,6 pontos, número esse superior aos registrados em 16 de novembro de 2015 (10,4) e 17 de novembro de 2014 (10,1).
Além de ter batido as audiência das coroações de Ariadna Gutierrez (mais tarde segunda colocada no Miss Universo 2015) e Andrea Tovar (terceira colocada no Miss Universo 2016), a coroação de Laura Ospina (que ocupa a terceira colocação da quarta avaliação parcial do TV em Análise Críticas para o Miss Universo 2017) mexeu com as redes sociais, tornando-se o assunto mais comentado da noite.
Quando Paulina Vega conseguiu a vaga para o Miss Universo 2014, em 11 de novembro de 2013, o Concurso Nacional de Belleza tinha registrado média de apenas 9,8. Sua eleição em Miami em 25 de janeiro de 2015 só fez aumentar o interesse do público pela etapa colombiana do Miss Universo ano após ano. A média do CNB 2017 foi a terceira maior da série histórica iniciada em 2011 Em comparação a aquele ano, o concurso perdeu 30,26% de sua média domiciliar, mas se considerado o período a partir de 2013, ocorreu um crescimento de 8,16%. Os números detalhados estão no gráfico abaixo

HISTÓRICO DE AUDIÊNCIA DO CONCURSO NACIONAL DE BELLEZA DA COLÔMBIA (2011-2017)
A candidata que venceu o Miss Universo aparece em negrito.
Fonte: Kantar Ibope Media
Data Vencedora Média
20/3/2017 Laura Ospina 10,6
16/11/2015 Andrea Tovar 10,4
17/11/2014 Ariadna Gutierrez 10,1
11/11/2013 Paulina Vega 9,8
12/11/2012 Lucia Aldana 12,7
14/11/2011 Daniela Álvarez 15,2
Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Datamisses, Ibopes da vida, Numb3rs, Outras Venezuelas e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s