Escassez de futebol na Band e recesso da Champions League devem ajudar Miss São Paulo 2017 a entrar no top 10 do PNT


Exibição de Uma Família da Pesada empurra certame das 22h para as 22h30, fora da zona de horário nobre

Da redação TV em Análise

Rodrigo Trevisan/Organização Miss Brasil Universo/Divulgação


No desespero para salvar a audiência do concurso Miss São Paulo 2017, que vai ser realizado dentro de seis dias, a área de programação da Rede Bandeirantes tomou uma decisão absurda, para não dizer outras coisas, que deve desagradar os fãs de concursos de misses. Na grade liberada para os assinantes da operadora NET, a principal do país, o certame aparece programado para as 22h30 e não para as 22h ou 22h10, como vinha sendo trabalhado até então. A intenção da Band é evitar estragos de audiência com a parte final do Programa da Sabrina, exibido pela Record TV, e com o reality Fábrica de Casamentos, do SBT. O atraso em meia hora do Miss São Paulo já afasta o concurso da medição de horário nobre nos 15 mercados auditados pela Kantar Ibope Media – São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém, Manaus, Brasília, Goiânia, Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre.
Com o atraso, a faixa das 22h será usada para um boletim de preparativos das candidatas da primeira etapa estadual do Miss Brasil 2017, seguido da prévia do Show Business, que entra na sequência do concurso. Para desgosto dos missólogos, às 22h15, a Band vai entrar com um episódio da animação americana Family Guy, conhecido como Uma Família da Pesada. Antes da Band, a animação criada em 1999 por Seth MacFarlane passou pela Record e pela Globo desde 2002. Usualmente, essa faixa é usada pela Band para as transmissões de seus concursos de misses nacionais. Mas, para assegurar uma maior fluidez na pontualidade do certame, a Band optou por tampar o “buraco” de 15 minutos com essa animação, que substituiu a série inglesa Mr. Bean.
No entanto, um ponto deve ajudar o concurso de Miss São Paulo a entrar pela primeira vez entre os 10 programas mais vistos da Band na semana de 20 a 26 de março: a nulidade e escassez de transmissões de futebol feitas pela emissora desde que abriu mão do sublicenciamento, junto à Rede Globo, dos direitos do Campeonato Brasileiro de Futebol e dos campeonatos estaduais, que faziam os concursos estaduais do Projeto Miss ficarem fora dos rankings de programas mais vistos no Painel Nacional de Televisão (PNT). Em 2016, o Miss São Paulo ficou fora dos 10 mais vistos do PNT da Band porque o ranking consolidado de 15 mercados ainda não existia e só foi criado em julho. A única referência era o start time do concurso – teria que ocorrer antes das 22h30 para uma eventual mensuração dos dados de horário nobre, o que também foi feito com o Miss Rio Grande do Sul, que também ficou fora do top 10. Acabou prejudicado pela edição de sábado do Brasil Urgente, que já não causa mais tanto incômodo.
Outro ponto que deve colocar o Miss São Paulo 2017 entre os 10 programas mais vistos da Band é o recesso de jugos da UEFA Champions League, que a Band tem sublicenciada à Globo até 2018. Não há jogos da competição programados para a semana do Miss São Paulo – a competição europeia de clubes de futebol retorna apenas na terça-feira, 11 de abril, para as quartas de final. Para que isso ocorra, basta as programações da Record e do SBT observarem queda de público para beneficiar o Miss São Paulo de alguma forma. Em parte, o atraso forçado da Band para o Miss SP 2017 tem a ver com os capítulos finais da novela A Lei do Amor, na Globo, cujo último sábado inédito servirá de “escada” para o certame. Na medição de 6 a 12 de março, a trama passou dos 30 pontos ma medição nacional – fechou com média domiciliar de 30,7, média individual de 14,7 e alcance individual de 49,9.
A transmissão do Miss São Paulo 2016 realizada no dia 28 de maio deu à Band média individual de 0,8 ponto no PNT. A expectativa é que, com a distância de apenas dois meses do concurso Miss Universo 2016, mostrado pela emissora na noite de 29 de janeiro, a média de 2,5 ponto seja preservada ou tenha um pequeno incremento.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Eventos, Ibopes da vida, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s