Problemas com coordenações estaduais e recomendação de TV fazem Miss Brasil 2017 ser remarcado para 26 de agosto


Dos 27 concursos previstos, apenas 12 foram agendados

Da redação TV em Análise

Organização Miss Brasil Universo/Divulgação/22.09.2016


Um problema no cronograma da Rede Bandeirantes fez o concurso Miss Brasil 2017 sair da data inicial de 5 de agosto para o dia 26 de mesmo mês. A decisão foi tomada pela Organização Miss Brasil Universo depois de uma série de reportagens do TV em Análise Críticas apontando problemas no calendário dos concursos estaduais. Dos 27 concursos da temporada, apenas 12 estavam com as datas fechadas, como apontou reportagem publicada no sábado (11), a exatamente duas semanas do início do ciclo de concursos estaduais, em São Paulo.
Em matéria publicada no domingo (12), o Críticas constatou que oito Estados – Alagoas, Amapá, Amazonas, Espírito Santo, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Rondônia – ainda não tinham decidido se irão realizar concursos ou seletivas ou indicarão candidatas. O caso mais grave é do Rio Grande do Sul, Estado que tem 15 títulos de Miss Brasil e elegeu candidatas municipais para a etapa local do Miss Brasil 2017, que corre o risco de ser reduzida a uma seletiva. Para evitar prejuízo com esse Estado chave, a Band recomendou a realização do Miss Rio Grande do Sul no dia 5 de agosto, em Porto Alegre, para dar tempo de a filial local da emissora junto com a Polishop e a cabeça de rede em São Paulo organizarem o que chamam de “programação digna” para acolher as inscrições do concurso gaúcho e tomar as providências para o confinamento das misses municipais, a começar na segunda quinzena de julho. Procurados pela reportagem do Críticas, representantes das duas empresas que integram o consórcio da Organização Miss Brasil Universo ao lado da Ford Models Brasil e da americana IMG Universe não quiseram se manifestar.
A mudança do Miss Brasil 2017 para o dia 26 de agosto atende também a uma recomendação da Band, que não quer ver seu principal concurso de beleza nacional marcado por acusações de falta de planejamento e de erres de preparação da vencedora nacional para o Miss Universo. Fontes da emissora alegam que a realização muito antecipada do Miss Brasil traria um enorme prejuízo artístico de grade, pois não teria um sustentáculo para alavancar a grade de transmissões nos Estados. Agora, a Organização Miss Brasil Universo corre para tentar fechar as datas dos concursos do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Mimas Gerais, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Sergipe e Tocantins.
Com a flexibilização da data do Miss Brasil 2017, a Band também já trabalha com a marcação do cronograma de exibição dos boletins das candidatas estaduais que forem sendo eleitas. O material irá ao ar nas noites de sábado, no espaço que será usado pelo Miss São Paulo 2017, após a realização do concurso, no próximo dia 25. A partir do dia 7 de agosto, a veiculação dos boletins das misses passará a ser diária.
A vencedora do Miss Brasil 2017 vai participar do Miss Universo 2017, previsto para o dia 17 de dezembro, na Perth Arena, em Perth, no oeste da Austrália. A realização da etapa brasileira em São Paulo, na casa de espetáculos Citibank Hall, ainda está sendo debatida. Fontes da Polishop estudam a possibilidade de aproveitar sua presença em shoppings de 26 capitais para usar uma delas para sediar a 63ª edição do Miss Brasil. Negociações com governos estaduais e prefeituras já estariam em andamento. Caso os entendimentos avancem, a capital paulista, sede dos negócios da Polishop, poderá perder a sede do Miss Brasil pela primeira vez desde 2014. O grupo de comércio eletrônico co promoveu as duas últimas edições do Miss Brasil em São Paulo, as primeiras sob sua administração.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s