Facebook comprova que Revoltados Online é grupo terrorista


Grupo orquestrou posts racistas contra Miss Brasil 2016 Raíssa Santana

Da redação TV em Análise

Fotomontagem TV em Análise Críticas/05.01.2017


Uma ação do Facebook Brasil contra o blogueiro Marcello Reis prova que o grupo que lidera, o Revoltados Online, comprova que a entidade é organização terrorista. A comprovação veio de uma notificação judicial lida pelo próprio através da conta de YouTube que o grupo mantém, na tarde da quinta-feira (2). Reis ganhou notoriedade ao patrocinar ofensas à então presidenta Dilma Rousseff, 69, durante o trâmite de seu processo de impedimento tanto na Câmara dos Deputados quanto no Senado Federal, entre dezembro de 2015 e agosto de 2016.
Aida de acordo com a ação, protocolada no Fórum central de São Paulo, Reis também é acusado de incitação à violência sexual e de proferir ofensas a autoridade e à figura do Presidente da República. Em dezembro do ano passado, o Revoltados Online usou robôs para postar mensagens de cunho racista contra a representante brasileira no concurso Miss Universo 2016, a baiana Raíssa Santana, eleita pelo Paraná da Operação Lava Jato que colocou na cadeia figuras como Eduardo Cunha, Antônio Palocci e José Dirceu.
Em um dos posts contra Raíssa, interceptados pela Polícia Nacional da Colômbia, feito através de um perfil falso chamado “Travesti Santana”, Raíssa foi chamada de “travesti” e ‘símio”, o que equivale a macaco. O perfil foi banido do Instagram, mas uma reportagem do TV em Análise Críticas publicada no dia 6 de janeiro comprovou que a autoria dos posts anti-Raíssa partiu mesmo de computadores do Revoltados Online, que usou um robô para se passar por cidadão colombiano e incitar a agressão racial à Miss Brasil 2016. Raíssa se classificou entre as 13 semifinalistas do Miss Universo 2016, realizado no dia 30 de janeiro, em Pasay (região metropolitana de Manila), mas não avançou à fase de trajes de gala. A baiana terminou sua participação na fase de trajes de banho.
Com esse agravante, Marcello Reis passa a responder a crimes previstos nas leis Carolina Dieckmann (injúria), Afonso Arinos (racismo) e Anti-Terrorismo (incitação a atividades terroristas e organização criminosa).
Ao lado do Vem Pra Rua, do Movimento Brasil Livre, do Movimento Contra a Corrupção e do Intervenção Militar Já, além de outros 47 movimentos supostamente reivindicatórios, o Revoltados Online tomou a dianteira dos protestos de rua patrocinados pela Fiesp e pela Rede Globo de Televisão a favor do impeachment de Dilma. A Miss Brasil 2015 Marthina Brandt, antecessora de Raíssa e eleitora de Aécio Neves (PSDB) na eleição presidencial de 2014, tomou parte nessas manifestações, vergando a camisa da Seleção Brasileira de Futebol, encalhada desde o Mineiratzen. O perfil de Facebook do Revoltados Online foi tirado do ar no dia 31 de agosto de 2016, mesmo dia em que o Senado Federal fez a votação que cassou o mandato, mas não tirou os direitos políticos de Dilma.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Mondo cane, Poderes ocultos, Podres poderes e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s