Filipinos chamam à guarda e brigam com a Austrália por sede do Miss Universo 2017 já no fim do ano


Arenas de Bocaue e Pasay teriam sido propostas para receber 66ª edição do certame

Da redação TV em Análise

Missosology/Reprodução/29.07.2016


Durante a visita das candidatas ao Miss Universo 2016 realizada ao Palácio Malacanañg, na manhã da segunda-feira, 23 de janeiro, uma informação importante começou a ser espalhada como boato entre os presentes: a de que as Filipinas estariam dispostas a assegurar também a sede da 66ª edição do concurso de Miss Universo, já no final de 2017. A marcação provável e precoce da data do Miss Universo 2017 estaria atendendo a interesses de vários países que enviarão candidatas para o certame, mas que terão equipes importantes competindo nas Olimpíadas de Inverno de PyeongChang (Coreia do Sul), entre 9 e 25 de fevereiro de 2018. A Miss Universe Organization não confirma, mas já admite haver uma negociação para antecipar a data do certame em função dos Jogos Olímpicos de Inverno.
De acordo com a publicação especializada Global Beauties, a data provável do Miss Universo 2017 ficaria ficada para dezembro. As candidatas chegariam ao país em novembro, em data ainda a ser definida, para o cumprimento das atividades de programação preparatória. Já pensando nessa antecipação, a coordenação do Miss Brasil decidiu antecipar a etapa brasileira do Miss Universo de 30 de setembro para 26 de agosto, em cidade a ser definida.
A proposta filipina concorre com a que foi apresentada pela Austrália para sediar a 66ª, 67ª e 68ª edições do Miss Universo, em Melbourne, Brisbane e Perth, em dezembro de 2017, dezembro de 2018 e dezembro de 2019. Ainda não existe uma decisão formal da empresa proprietária do certame, a WME/IMG, sobre qual país vai levar a sede do Miss Universo 2017. Para 2018 e 2019, no entanto, o pensamento de alas da Miss Universe Organization é realizar as edições respectivas do Miss Universo na Austrália, com o intuito de celebrar os 40 anos da primeira edição do certame realizada na Oceania.
No caso filipino, foram propostas a Mall of Asia Arena, de Pasay (região metropolitana de Manila, que recebeu o Miss Universo 2016 há 24 dias), e a Philippine Arena de Bocaue (Bulacán), que chegou a ser cotada para receber o Miss Universo 2016, mas acabou descartada por razões de segurança. A Austrália apresentou como sugestões a Holden Arena de Melbourne (Victoria), o Nrisbane Entertainment Centre, em Brisbane (Queensland), e a Perth Arena, em Perth (Austrália Ocidental).

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s