Depois do Miss Universo 2016, Raíssa Santana volta ao Brasil para compromissos do concurso nacional de 2017


Semifinalista do concurso desembarcou em Guarulhos na noite da quarta-feira (8)

Da redação TV em Análise

Reprodução/Facebook/Raíssa Santana


Depois de um mês, entre participação na 65ª edição do Miss Universo em Pasay (região metropolitana de Manila) e férias em Dubai com o namorado, a modelo Raíssa Santana, 21, está de volta ao Brasil para dar sequência aos compromissos de seu reinado como Miss Brasil 2016. O desembarque da baiana, classificada entre as 13 semifinalistas do Miss Universo 2016, ocorreu no início da noite da quarta-feira (8), no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo. Ao contrário da ida, quando alguns torcedores a tietaram, apenas diretores da Organização Miss Brasil Universo a recepcionaram. Raíssa vai voltar a residir no apartamento funcional alugado pela patrocinadora master do Miss Brasil, a Polishop, na região dos Jardins (zona oeste da capital paulista). Ela vai seguir como contratada da agência Ford Models Brasil até o final de seu reinado, em agosto.
Antes de fazer sua sucessora, Raíssa desfilará no Carnaval paulista pela escola de samba Vai Vai com outras cinco ex-concorrentes do Miss Brasil 2016. Após o Carnaval, Raíssa iniciará sua agenda de preparação para os compromissos de presença na temporada de concursos estaduais, que começa em março, em São Paulo.
Em toda a história do Miss Brasil, o Paraná, Estado pelo qual Raíssa foi eleita, emplacou quatro representantes brasileiras no Miss Universo. Nenhuma delas trouxe título, mas duas delas – Ângela Vasconcelos (Miami Beach, 1964) e Raíssa Santana (Pasay, 2016) – conseguiram classificação entre as semifinalistas. Maria Carolina Otto (Bangcoc, 1992) e Maria Joana Parizotto (Las Vegas, 1996) ficaram fora. O aproveitamento do Estado nas participações brasileiras no Miss Universo é de 50%.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Aeroportos, Nossas Venezuelas, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s