Desde 2008 no Vietnã, nenhuma edição do concurso de Miss Universo teve menos de 80 candidatas


Concurso realizado há uma semana em Manila igualou marca de Los Angeles

Da redação TV em Análise

Ted Alibe/AFP/Getty Images/29.01.2017


Para os filipinos, a 65ª edição do concurso de Miss Universo, realizada há uma semana na Mall of Asia Arena, em Pasay (região metropolitana de Manila), agora é história. Além de ter encerrado o jejum mais longo de títulos, o Miss Universo 2016 se pontuou por ter mantido a métrica do certame ter mais de 80 candidatas desde Nha Trang (Vietnã), em 13 de julho de 2008. À ocasião, candidatas de 80 países e territórios disputaram o título. Na cidade filipina, 86 candidatas disuparam a coroa vencida pela francesa Iris Mittenaere, que agora cumpre agenda de mídia em Nova York, onde reside durante o período de seu reinado.
Em 23 de agosto de 2009, Nassau, capital das Bahamas, assistiu à chegada de 84 candidatas nacionais. Mas devido a um problema de saúde com a candidata de Turks e Caicos, o número caiu para 83. A mesma marca foi verificada em 23 de agosto de 2010, quando o certame ocorreu em Las Vegas, no Mandalay Bay. Nos dias 12 de setembro de 2011 e 19 de dezembro de 2012, o Miss Universo igualou sua maior marca de presença de candidatas. O Citibank Hall de São Paulo e o PH Live de Las Vegas registraram a presença de 89 competidoras.
Com o boicote de países que não reconheciam a condição da Rússia não aceitar a independência do Kosovo, o Miss Universo 2013, realizado no dia 9 de novembro, em Moscou, registrou uma presença mais magra de candidatas em comparação aos dois anos anteriores. 86 países e territórios enviaram candidatas à capital russa. No dia 25 de janeiro de 2015, o concurso Miss Universo 2014 realizado em Miami retomou um pouco o crescimento, com 88 candidatas.
As incertezas geradas pelas declarações do então gestor do Miss Universo, o agora presidente americano Donald Trump, quando do lançamento de sua pré-candidatura à Casa Branca, afugentaram muitas coordenações nacionais de participar do Miss Universo 2015, que estava inicialmente marcado para janeiro de 2016, em Bogotá. A capital colombiana desistiu da sede em retaliação às declarações anti imigratórias do então pré-candidato, mantidas agora em seu governo à base de canetadas. As então parceiras de mídia do concurso, os grupos de mídia NBCUNiversal e Univisión, abandonaram o barco e abriram caminho para que Trump vendesse o certame ao grupo de entretenimento e esportes WME/IMG, no dia 14 de setembro de 2015. Como resultado, o Miss Universo 2015 acabou sendo realizado em Las Vegas. O primeiro concurso da nova administração deveria ter 81 candidatas, mas uma concussão na candidata da Eslovênia, Ana Halozan, reduziu esse número para 80.
A marca verificada no Miss Universo 2016 é a terceira maior da história do certame, empatada com o concurso de 2006. Em 23 de julho, 86 candidatas disputaram o título em Los Angeles, em concurso realizado no Shrine Auditorium. Era o recorde que vigorava até então, mas que os concursos de 2011 e 2012 se encarregaram de sepultar. No gráfico abaixo, o evolutivo de candidatas no Miss Universo verificado desde 2000

Data Cidade-sede Candidatas
12/5/2000 Nicósia (CYP) 79
11/5/2001 Bayamón (PUR) 77
29/5/2002 San Juán (PUR) 75
3/6/2003 Cidade do Panamá (PAN) 71
1º/6/2004 Quito (ECU) 80
31/5/2005 Bangcoc (THA) 81
23/7/2006 Los Angeles (USA) 86
28/5/2007 Cidade do México (MEX) 77
14/7/2008 Nha Trang (VIE) 80
23/8/2009 Nassau (BAH) 83
23/8/2010 Las Vegas (USA) 83
12/9/2011 São Paulo (BRA) 89
19/12/2012 Las Vegas (USA) 89
9/11/2013 Moscou (RUS) 86
25/1/2015 Miami (USA) 88
20/12/2015 Las Vegas (USA) 80
30/1/2017 Pasay (PHI) 86
Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Datamisses, Numb3rs, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s