Com Raíssa Santana de férias em Dubai, atividades da Organização Miss Brasil Universo só serão retomadas no dia 13 e cronograma de estaduais 2017 está entre as prioridades


Vencedora do Miss Brasil 2016 está confirmada para desfilar em escola paulista no Carnaval

Da redação TV em Análise

Reprodução/Facebook/Raíssa Santana


Depois de ficar entre as 13 semifinalistas da 65ª edição do concurso de Miss Universo, na manhã da segunda-feira (30), em Manila, a baiana Raíssa Santana, 21, tirou licença de uma semana de suas atividades como Miss Brasil 2016. A retomada das atividades junto à coordenação brasileira do Miss Universo, no entanto, vai demorar um pouco: fontes da Organização Miss Brasil Universo informaram ao TV em Análise Críticas que esperam o retorno de Raíssa dos Emirados Árabes, onde está com o namorado, para tomar as providências para marcação do cronograma completo dos 27 concursos estaduais do Miss Brasil 2017.
De acordo com a fonte, detalhes de formatação ainda precisam ser definidos para fechar o modelo 2017 do Manual de Ética e Operações. A versão apresentada no site do concurso mantido pela Polishop ainda apresenta a versão de 2016 das normas que regem o Miss Brasil. Integrantes das áreas jurídicas da Polishop e da Rede Bandeirantes estão tentando chegar a um consenso sobre quais pontos do Manual devem ser mudados. No entanto, a grande tendência dentro da Organização Miss Brasil Universo é que a redação de pontos chave como “O Concurso Estadual”, “A Candidata”, dentre outros, não sofra nenhuma alteração, exceto no nome da Miss Brasil – de Marthina Brandt vai passar para Raíssa Santana. O valor do cachê deverá ser mantido em R$ 4 mil para promotores de eventos interessados, principalmente os ligados aos concursos estaduais do Miss Brasil.
Assim que retornar ao Brasil, Raíssa Santana terá de se envolver com os ensaios para desfilar na escola de samba paulista Vai-Vai ao lado de quatro ex-concorrentes ao título de Miss Brasil 2016, a rondoniense Mariana Theol, a capixaba Beatriz Leite Nalli, a maranhense Deise D’anne e a paulista Sabrina de Paiva. Após o Carnaval, Raíssa será convocada pela Polishop para ser inteirada da agenda de viagens que terá de cumprir no ciclo de concursos estaduais.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Jóia da coroa, Nossas Venezuelas, Projetos especiais e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s