Imprensa coloca de forma irresponsável Raíssa Santana no olho do furacão de um escândalo que não aconteceu na sua eleição para representar o país no Miss Universo 2016


Para agradar MUO e WME/IMG, Polishop pode passar direitos de transmissão do Miss Brasil para a Globo já a partir do Projeto Miss 2017 e deixar punição com a Band

Da redação TV em Análise

Noel Celis/AFP/Getty Images


O sensacionalismo de esgoto que UOL, Globo e Estadão lançaram para tentar implodir a candidatura da brasileira Raíssa Santana, 21, confinada no hotel Okada Manila para a 65ª edição do concurso de Miss Universo, que acontece daqui a 12 dias na Mall of Asia Arena, em Pasay (região metropolitana de Manila), lembra a cruzada criminosa que estes mesmos órgãos de imprensa, aliados com a Fiesp, engendraram para mover o impeachment sem crime, golpe típico de concessões públicas de radiodifusão aliadas com o retrocesso de Bolsonaros, Hargitays e outros idiotas tais para afundar a Petrobras e parar o país na Operação Lava Jato do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Paraná. Paraná este que Raíssa representou no concurso Miss Brasil 2016, a despeito de ser baiana da cidade de Itaberaba (286 km a oeste de Salvador), em estado de emergência ao lado de outras 900 cidades nordestinas atingidas pela pior seca da região em todos os tempos.
É das bocas sujas de Reinaldo Azecedo, Marco Antonio Villa, Caio Blinder, Diogo Mainardi, dentre outros idiotas e débeis mentais que sai a campanha criminosa a la KKK (Ku Klux Klan) e persecutória para tirar Raíssa da 65ª competição de Miss Universo. No mesmo rabo estão elementos como Camila Dias Mol, Flávio Ricco e presidiários como Eduardo Cunha que querem seus 9 segundos de fama para promover a maior perseguição racial da história do país deste a Abolição da Escravatura, em 13 de maio de 1888. De brinde, esses idiotas, esses vermes querem que a IMG Universe, dona da Miss Universe Organization, passe a licença brasileira do Miss Universo para o Grupo Globo, a começar de sua rede de televisão aberta, que incitou o Golpe de 2016.
De forma bandida e criminosa, a mesma imprensa que diz que a “confiança” dos empresários no Brasil “voltou” com o governo golpista e ilegítimo do senhor Michel Temer, sataniza a campanha em apoio a Raíssa engendrada pela Polishop. Chama Constanza Pascolato, Aline Riscado, Fernanda Tavares, Hugo Gloss, Isabelli Fontana e outros de “bandidos da Falange Vermelha” de uma minissérie que Aguinaldo Silva escreveu para a Globo em 1982, mas só passou no verão de 1983 dados ops problemas da trama com a Censura Federal do coronel Coriolano. O que esses pornógrafos do PCC (Partido da Corja do Cunha) querem é passar o Miss Brasil de bandeja para a Globo fazer o que quiser. Enquadra-os no mesmo saco do líder do MTST, Guilherme Boulos, preso arbitrariamente pela Polícia Militar (Política) do Estado de São Paulo, na manhã da terça-feira (17).
O que essa organização criminosa da imprensa velhaca quer, no fundo, é tretar Raíssa Santana como mucama de novela das seis do saudoso Herval Rossano, tão cheia de atores negros quanto o How to Get Away with Murder da Viola Davis. A atriz Viola Davis, não a viola enquanto instrumento musical. Quer impor-lhe uma mordaça da escrava Anastácia oriunda da época da extinta Enter, empresa de eventos que a Band manteve de 2010 a 2016. A “república de Curitiba”, nas sombras, arma uma arapuca contra si própria engendrada pela Globo e seus Animais Fantásticos Habitantes de Suas Afiliadas e Diários a Ela Associados Desde o Golpe Militar de 1964.
E por que querem tirar Raíssa Santana do Miss Universo 2016? Para dar vitrina a Dias Mol e seu namorado oportunista, ávido pelo spotlight que não tem nada a ver com os segredos revelados do filme do Tom McCarthy? Por que não deixam para fazer o impeachment da Band nas transmissões do Miss Universo para depois do Miss Universo 2016? Agora convenhamos: e se Raíssa ganhar o Miss Universo, como ficarão Dias Mol e as misses que denunciaram outros tantos escândalos de corrupção nos concursos estaduais do Miss Brasil? Vão virar presas fáceis de notificações extrajudiciais emitidas pela Polishop pelos crimes de calúnia, injúria e difamação por atingirem o alvo errado? Atingirem gestores inocentes que nada tem a ver com esse câncer maldito instalado pelos velhos coronéis da política nordestina? Pelos Diários Associados do ChatÔ que deram ao Grupo Sílvio Santos a Heança Maldita Além das Concessões da Rede Tupi? Pelo Grupo Sílvio Santos que passou a Marlene Brito e à família do Paulo Max o ônus da tragédia brasileira no Miss Universo na década de 1990, engendrada pela Globo? Pela família do Paulo Max que jogou a galera para a Gaeta, que operou não sei quantos esquemas de corrupção? Por que não denunciaram antes Boanrerges Gaeta Jr. e Nayla Micherif, os cabeças da quadrilha?

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Ética jornalística, Imprensa, Poderes ocultos, Podres poderes, Projetos especiais, Todas as Venezuelas do mundo e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Imprensa coloca de forma irresponsável Raíssa Santana no olho do furacão de um escândalo que não aconteceu na sua eleição para representar o país no Miss Universo 2016

  1. Pingback: Duas páginas mantém Raíssa Santana na terceira colocação entre as 15 favoritas ao Miss Universo 2016, após uma semana de programação, confirmando segunda geral do Críticas | TV em Análise Críticas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s